'Relógio da dívida' alemã recua pela primeira vez em 20 anos

Berlim, 5 Jan 2018 (AFP) - Pela primeira vez em 22 anos, o famoso "relógio da dívida" nacional alemã, no centro de Berlim, começou a andar para trás, em um ritmo de 78 euros por segundo.

Na verdade, a dívida pública da Alemanha, que atualmente chega a cerca de 2 bilhões de euros - 23.827 euros per capita - recua desde 2013.

Mas o desendividamento só será considerado a partir deste ano nos orçamentos federais e regionais do país, explica a Federação Alemã de Contribuintes, que instalou o contador digital na sua porta em 1995.

A federação, especializada na caçada por gastos públicos inúteis, decidiu em 1 de janeiro ajustar o "Schuldenuhr" (relógio da dívida) para comemorar o tão esperado acontecimento.

Desde 2014, a chanceler alemã Angela Merkel e seu ex-ministro de Finanças, Wolfgang Schaüble, tornaram o equilíbrio orçamentário e a ausência de déficit os principais objetivos de sua política. Agora, o país inclusive terá superávits.

Com dívida de 68,1% do PIB, a Alemanha se aproxima dos critérios previstos pelo Tratado de Maastricht, ou seja, 60% da dívida.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos