Bolsas

Câmbio

Bovespa dispara 3,72% após condenação de Lula

São Paulo, 24 Jan 2018 (AFP) - A Bovespa comemorou com uma alta de 3,72%, a um recorde histórico de 83.680 pontos, a condenação unânime de Luiz Inácio Lula da Silva a 12 anos e um mês de prisão pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região.

O índice Ibovespa passou o dia acima de sua marca histórica, estimulado por altas expressivas da estatal Petrobras (+5,25%) e do setor bancário.

O pregão acompanhou de perto o julgamento de Lula em segunda instância, registrando picos nos anúncios de cada um dos três votos do tribunal.

Com o último voto, perto do fechamento da sessão, a Bolsa alcançou a maior pontuação do dia.

As ações preferenciais da Eletrobras lideraram a sessão, com valorização de 9,69%. As preferenciais da Petrobras, que chegaram a superar os 7%, fecharam com alta de 5,74%.

A empresa é o coração do escândalo de corrupção investigado pela Lava Jato, que levou à condenação de Lula.

Os títulos do setor bancário também tiveram comportamento positivo. Papéis ordinários do Banco do Brasil cresceram 7,93%; os preferenciais do Bradesco, 5,43%; e os do Itaú Unibanco, 4,81%.

O real se valorizou 2,43% frente ao dólar, que fechou a 3,16 reais.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos