Bolsas

Câmbio

Cuba abre primeiro mercado atacadista de alimentos

Havana, 17 Mar 2018 (AFP) - Quase uma década depois de iniciar uma reforma econômica que abriu maior espaço para a iniciativa privada, o governo de Cuba inaugurou seu primeiro mercado atacadista de alimentos.

Mercabal, o primeiro mercado atacadista de alimentos de Cuba, abriu suas portas na última sexta-feira em Havana "como parte do reordenamento do comércio e para satisfazer um dos pedidos reiterados daqueles que exercem as novas formas não estatais de gestão", informou neste sábado à mídia local.

A ministra de Comércio Interior, Mary Blanca Ortega, explicou ao jornal estatal Granma que o Mercabal "terá neste início como clientes as cooperativas não agropecuárias", antigas empresas estatais.

Apenas "na medida em que as condições permitirem, essa experiência se estenderá" ao restante dos trabalhadores privados, acrescentou Ortega.

As reformas econômicas aplicadas desde 2011 pelo presidente Raúl Castro, que deixará a presidência em abril, propiciaram o surgimento de um setor privado, de particulares e cooperativas, que atualmente abarca meio milhão de pessoas, 10% da força de trabalho cubana.

A abertura de mercados atacadistas com preços menores e fornecimento permanente é uma antiga demanda do emergente setor privado da ilha, que inclui donos de "paladares" (restaurantes privados).

Com a ausência de grandes mercados atacadistas, o setor privado compra seus produtos em lojas a varejo, tornando-se competidor do cidadão comum, o que estimula o aumento dos preços e provoca desabastecimento.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos