Bolsas

Câmbio

PIB do Chile cresceu 1,5% em 2017, segundo Banco Central

Santiago, 19 Mar 2018 (AFP) - O Produto Interno Bruto (PIB) do Chile cresceu 1,5% em 2017 em relação ao ano anterior, estimulado pela recuperação do comércio e da mineração do cobre no fim do ano, informou nesta segunda-feira Banco Central.

O Banco Central explicou que "durante 2017, a atividade econômica cresceu 1,5% em relação a 2016, seguindo uma tendência crescente a partir do segundo trimestre".

A maioria das atividades econômicas registraram alta em 2017, mas os setores de serviços pessoais e comércio foram os que mais contribuíram para o resultado. Já serviços empresariais, construção e mineração foram responsáveis pelas principais incidências negativas.

A mineração foi impactada pela longa greve da mina Escondida no começo do ano, mas, com o aumento da demanda de seu maior consumidor mundial, a China, o setor conseguiu se recuperar.

"O resultado do setor foi afetado pela retração da mineração do cobre na primeira parte do ano, um efeito que não foi compensado pelo dinamismo exibido mais tarde", explicou o BC em seu relatório.

Ao todo, a mineração registrou em 2017 uma queda de 2%.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos