Bolsas

Câmbio

Reservas de petróleo americanas caem e surpreendem analistas

Nova York, 21 Mar 2018 (AFP) - Os Estados Unidos reduziram suas reservas de petróleo, contrariando analistas que esperavam um aumento, segundo dados desta quarta-feira (21) da Agencia de Informação Energética (EIA) americana.

Durante a semana encerrada em 16 de março, as reservas comerciais de petróleo caíram 2,6 milhões de barris, a 428,3 milhões. Analistas consultados pela agência Bloomberg esperavam uma alta de 3,25 milhões de barris.

Os estoques do terminal de Chushing, usado como referência para a cotação do WTI em Nova York, subiram pela segunda semana seguida, após dez semanas de quedas. Tiveram uma alta de 900 mil barris, a 29,4 milhões.

As reservas de gasolina perderam 1,7 milhão de barris, enquanto especialistas esperavam uma alta de apenas 2,45 milhões.

Os estoques de destilados caíram 2 milhões de barris, enquanto analistas estimavam 2,25 milhões de barris.

A produção de petróleo, que já estava em níveis inéditos, continuou a aumentar. Os Estados Unidos extraíram uma média de 10,41 milhões de barris ao dia, contra 10,38 da semana anterior.

As exportações da commodity subiram a 1,57 milhão de barris diários, o volume mais alto desde novembro. Isso confirma a posição privilegiada dos Estados Unidos no mercado mundial.

Já as importações caíram a 7,1 milhões de barris ao dia, contra 7,6 milhões semana anterior.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos