Bolsas

Câmbio

Presidente da Volkswagen colabora com FBI e justiça americana em troca de garantias

Berlim, 8 Mai 2018 (AFP) - O novo presidente da Volkswagen, Herbert Diess, decidiu cooperar com a justiça americana na investigação sobre o escândalo dos motores a diesel em troca de garantias pessoais, informa a imprensa alemã.

De acordo com o jornal Bild, Herbert Diess, designado presidente da empresa em meados de abril, se reuniu nos Estados Unidos com os investigadores do FBI e do Departamento de Justiça americano.

O novo presidente deu depoimentos aos investigadores do FBI do Departamento de Justiça "que foram aparentemente incriminatórios" para Martin Winterkorn. ex-presidente do grupo, afirma o jornal, sem revelar os nomes das fontes.

Os investigadores americanos teriam prometido a Diess que ele seria avisado de modo antecipado sobre eventuais acusações ou uma eventual ordem de prisão.

Procurada pela AFP, a Volkswagen não comentou a notícia.

Winterkorn, indiciado em 3 de maio, é acusado, ao lado de outros executivos da Volkswagen, de ter "cometido deliberadamente uma fraude" para burlar as normas de combate à poluição com o uso de um software nos motores dos automóveis que manipulava os resultados dos testes de emissões.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos