Bolsas

Câmbio

Presidente chileno promete reduzir burocracia para facilitar investimento

Santiago, 14 Mai 2018 (AFP) -

O presidente chileno, Sebastián Piñera, anunciou nesta segunda-feira (14) medidas para reduzir a burocracia e agilizar os processos para a autorização de grandes projetos após constatar que há investimentos pendentes avaliados em 65 bilhões de dólares que gerariam 250 mil empregos no país.

"Executar esses projetos é fundamental para que o Chile volte a crescer com força", disse o mandatário rodeado dos ministros da área econômica.

Entre as 12 medidas anunciadas, a mais importante é a criação de um Gabinete de Gestão de Projetos Sustentáveis que permitirá agilizar os processos de autorização dos grandes projetos de investimentos país, tanto públicos como privados.

Soma-se a isso um projeto de lei chamado de "Agenda Pró-Investimento", que buscará promover o clima e o cenário jurídico propícios para atrair capitais, "eliminando travas regulatórias e injetando eficiência e modernização no Estado".

Segundo relatório do Ministério de Economia, há 203 projetos pendentes no valor de 65 bilhões de dólares, quase metade deles no setor da mineração.

A ideia é que o novo escritório acompanhe os investidores desde antes da execução do projeto e coordene com os diversos serviços públicos encarregados de emitir permissões e autorizações, para garantir que se cumpram os prazos estabelecidos pela regulamentação e esclarecer os processos de licenças e autorizações.

Assim, Piñera pretende "transformar" o Chile "em um país desenvolvido e sem pobreza" antes do fim da próxima década.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Newsletter UOL

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos