PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Petróleo cai após sinais de aumento da produção

25/05/2018 17h38

Nova York, 25 Mai 2018 (AFP) - O petróleo teve uma forte queda nesta quinta-feira quando a Arábia Saudita e a Rússia consideraram "provável" reduzir os limites de produção vigentes desde o ano passado para melhorar os preços.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em julho em Londres recuou 2,35 dólares, a 76,44 dólares.

Em Nova York, o barril de "light sweet crude" (WTI), também para julho, caiu 2,83 dólares, a 67,88.

Após a melhoria dos preços dos últimos meses, a Opep e seus aliados, inclusive a Rússia, poderiam elevar suas cotas de produção - e isso abalou os mercados.

O ministro de Energia da Arábia Saudita, Khaled al-Faleh, disse em um fórum econômico na Rússia que os produtores "poderão liberar a oferta em breve".

"O retorno do petróleo ao mercado deve ser feito de forma progressiva, não faremos isso rapidamente. Provavelmente, isso acontecerá no segundo semestre do ano", acrescentou.

James Williams, analista da WTRG, disse que "a Rússia, sem dúvida, quer aumentar a oferta por algum tempo, mas é a primeira vez que a Arábia Saudita se expressa tão claramente em apoio a um aumento da produção".

Riade "quer um preço de barril próximo a 70 dólares e que não suba a 90 dólares, para não penalizar os consumidores", acrescentou.

A Arábia Saudita é o maior exportador do mundo e concentra a atenção dos mercados porque é esperada uma redução na oferta da Venezuela e do Irã como resultado das sanções dos Estados Unidos.

js-alb/Dt/gm/ll