IPCA
0.01 Jun.2019
Topo

Renault diz que não houve fraude na remuneração de Ghosn em 2017 e 2018

2019-01-10T17:53:00

10/01/2019 17h53

Paris, 10 Jan 2019 (AFP) - A investigação interna da Renault sobre remuneração de seu presidente Carlos Ghosn chegou à conclusão de que não houve fraude em seus pagamentos nos anos de 2017 e 2018, informou o grupo nesta quinta-feira.

Contudo, a montadora francesa disse em comunicado que "conforme a petição inicial, a missão [de investigação] continuará com os exercícios anteriores".

A Renault explicou que os primeiros resultados da investigação interna foram apresentados aos gestores da companhia nesta quinta em uma "reunião de informação".

vab/fka/pc/bc/ll

Renault

Mais Economia