PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

Acordo na ONU para regulamentar exportação de resíduos plásticos

10/05/2019 19h14

Genebra, 10 Mai 2019 (AFP) - Cerca de 180 países chegaram nesta sexta-feira a um acordo para regulamentar a exportação dos resíduos plásticos, que afeta particularmente os oceanos, onde a cada ano vão parar 8 milhões de toneladas desses rejeitos poluentes.

A reunião de Genebra contou com a presença de 1.400 representantes e permitiu introduzir emendas principalmente nas convenções de Basileia e Estocolmo, para controlar melhor o tráfego internacional e o impacto ambiental desses resíduos.

A emenda ao tratado de Basileia, de 1989, incluirá a partir de agora o tratamento de plásticos nesse pacto destinado até então ao controle de resíduos nocivos.

"Com esta emenda, muitos países em desenvolvimento terão pela primeira vez informação sobre os resíduos plásticos que entram em seu território e poderão rejeitá-los", explicou Sara Brosché, conselheira científica de uma rede de centenas de ONGs ambientalistas no mundo conhecida como Ipen.

Com a exportação de plásticos de países como Estados Unidos, que em 2018 utilizou 157 mil contêineres carregados com esses rejeitos, países como a China proibiram a entrada de plásticos de exportação para reciclagem em seu território.

Além disso, a Convenção de Estocolmo sobre produtos poluentes orgânicos persistentes ampliou esta lista com outros dois produtos: o PFOA (ácido perfluorooctanoico), utilizado nos revestimentos antiaderentes de alguns artigos de cozinha e têxteis, e o Dicofol, pesticida especialmente nocivo para aves e peixes.

gca/bds/jz/bc/ll