PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

EUA: cargueiro japonês foi alvo de mina 'parecida com as do Irã'

19/06/2019 09h11

Fujairah, Emirados Árabes Unidos, 19 Jun 2019 (AFP) - O cargueiro japonês "Kokuka Courageous" foi alvo, no mar de Omã, de uma mina "parecida com as usadas pelo Irã" - garantiu o comandante da Marinha americana, Sean Kido, nesta quarta-feira (19).

Em uma entrevista coletiva em Fujairah, nos Emirados Árabes Unidos, onde a embarcação está ancorada, o oficial disse que "a mina magnética" era "reconhecível" e que se "parecia, em todos os aspectos, com as minas iranianas visíveis nos desfiles militares" neste país.

O comandante Kido dirige o Task Group 56.1, especializado em explosivos marinhos no Comando Naval Central (NAVCENT), em uma base americana perto do porto de Fujairah.

O "NAVCENT estima que o ataque contra o Kokuka Courageous e os danos que sofreu resultam do uso de uma mina magnética situada no casco", declarou o comandante Sean Kido.

"Nosso equipe chegou ao lugar rapidamente e pôde examinar o local onde a mina foi posta e onde causou danos", acrescentou.

"Esses danos correspondem aos causados por uma mina magnética. Estes não correspondem àqueles que um artefato voador poderiam causar", completou.

"A investigação continua sobre os ataques aos navios Kokuka Courageous e Front Altair e recuperamos dados biométricos, incluindo digitais e das mãos, que podem ser usados em uma investigação criminal", acrescentou o oficial.

"A equipe recuperou os fragmentos deixados pela detonação da mina magnética, composta de alumínio e outros materiais", continuou o comandante Kido.

"Também conseguiu recuperar um ímã e a marca de outra mina", que não explodiu e que foi recuperada, segundo Washington, por soldados iranianos a bordo de um navio, filmados de longe por um helicóptero americano.

dm/mm/gk/pb/zm/tt