IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Trump e Trudeau trabalham juntos em defesa do acordo comercial com México

20/06/2019 21h25

Washington, 21 Jun 2019 (AFP) - O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, recebeu nesta quinta-feira o primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, para trabalharem juntos em defesa do acordo comercial trilateral com o México.

Ao lado de Trudeau no Salão Oval, Trump destacou o "grande" novo acordo de livre comércio da América do Norte (T-MEC), selado em novembro passado e ainda não ratificado.

"Significa muitos postos de trabalho para nosso país, muita riqueza para os três países", disse Trump, em meio a perguntas de jornalistas mais interessados nas tensões com o Irã.

"Isto nos leva a uma posição na qual não estamos competindo entre nós, estamos competindo contra o mundo", acrescentou o mandatário, que ao assumir em 2017 forçou a renegociação do Nafta, vigente desde 1994, por considerá-lo injusto e prejudicial para os interesses americanos.

O México ratificou o novo acordo na quarta-feira, e o Canadá parece pronto para seguir seus passos.

Mas o texto é alvo de uma dura batalha no Congresso dos Estados Unidos, onde os democratas questionam disposições sobre a proteção dos trabalhadores e a resolução de controvérsias.

Após a ameaça de Trump, há três semanas, de impôr tarifas a todas as importações do México por temas migratórios, o presidente americano aproveitou o encontro com Trudeau para agradecer a seu homólogo mexicano, Andrés Manuel López Obrador, por seus esforços recentes para conter a chegada de migrantes irregulares à fronteira sul dos Estados Unidos.

"Aconteceram muitas coisas muito positivas. E o fluxo diminuiu substancialmente. Têm 6.000 efetivos mexicanos em sua fronteira sul. E realmente fez uma tremenda diferença", disse Trump.

Trudeau, que comemorou que o governo Trump tenha abandonado a imposição de tarifas ao aço e ao alumínio, tinha previsto se reunir com legisladores de todo o espectro político para convencê-los da necessidade de adotar rapidamente o T-MEC.

bur-ad/gm/db

Mais Economia