PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

EUA diz que Boeing deve resolver novo problema com 737 MAX

26/06/2019 19h37

Nova York, 26 Jun 2019 (AFP) - As autoridades dos Estados Unidos declararam nesta quarta-feira ter identificado um novo "potencial risco" nos aviões Boeing 737 MAX, o que dificulta sua volta às operações após dois acidentes fatais.

A Administração Federal de Aviação (FAA) "suspenderá a ordem de proibição quando considerar que é seguro fazê-lo", informou a agência em um e-mail.

"A FAA encontrou recentemente um potencial risco que a Boeing deve resolver", destaca a mensagem.

O problema, que surgiu durante os testes em simulador da FAA, envolve a capacidade dos pilotos para retomar rapidamente o controle do avião quando um sistema automático empurra a aeronave para baixo, revelou uma fonte ligada ao assunto.

A Boeing admitiu que a modificação do software do 737 MAX que tem desenvolvido nos últimos oito meses não envolve esta questão.

O grupo destaca que "concorda" com a decisão da FAA e que está "trabalhando no software requerido"

"A Boeing não apresentará o 737 MAX para sua certificação pela FAA até que tenha resolvido todas as exigências e seja seguro voltar a operá-lo".

A frota global de 737 MAX da Boeing está em terra desde meados de março, após dois acidentes que deixaram 346 mortos.

lo-jmb/gm/lr