IPCA
0,51 Nov.2019
Topo

Sequência de "It" dá início à 50a. edição da Comic-Con de San Diego

18/07/2019 12h03

San Diego, Estados Unidos, 18 Jul 2019 (AFP) - Um coro de gritos estridentes e galões de sangue falso marcaram a inauguração da edição de número 50 da Comic-Con em San Diego, que apresentou imagens arrepiantes de "It: A Coisa 2", sequência do filme de terror que ocupa o primeiro lugar no ranking do gênero.

O estúdio New Line Cinema, da Warner Bros., aproveitou a noite de quarta-feira do maior encontro de fãs de cultura pop para apresentar a segunda e última parte da adaptação do romance de Stephen King, publicado originalmente em 1986, sobre um palhaço aterrorizante que aparece nos esgotos e aterroriza as crianças.

A adaptação foi dividida em duas partes pelo diretor Andy Muschietti, e a primeira, lançada em 2017, arrecadou nas bilheterias a impressionante quantia de 700 milhões de dólares em todo o mundo.

A sequência tem Jessica Chastain e James McAvoy como as versões adultas das crianças que aparecem na primeira parte e que retornam a sua cidade 27 anos depois para lutar contra o palhaço Pennywise.

Consultado por Conan O'Brien, anfitrião da noite, em um trecho em que seu personagem aparece banhado em sangue da cabeça aos pés, Chastain disse que ela própria se ofereceu para uma imersão total, mas depois se arrependeu.

"Foi algo como: vamos fazer 'Carrie' com esteroides", comentou ela em um cinema lotado no centro da cidade.

"E foi isso que ele (o diretor Andy Muschietti) fez; e ele literalmente me torturou durante o filme", disse ainda.

Chastain afirmou que a produção do filme consumiu 4.500 galões (pouco mais de 20.400 litros) de sangue falso, segundo ela um recorde mundial e que teve que ser armazenado a temperaturas muito baixas para que não fermentasse no calor do verão.

McAvoy, por sua vez, disse que sofreu tensões musculares e tendinite durante as filmagens devido à grande demanda física que Muschietti exigiu em várias tomadas.

- Personagens femininos -Chastain, conhecida por seu papel como analista da CIA que descobre o paradeiro de Osama bin Laden em "A Hora mais Escura", também elogiou a forma como as mulheres, da era #MeToo, são representadas em filmes de terror.

"Muitas pessoas estão falando sobre as personagens femininas e os arcos (de narrativa). Acho que os filmes de terror honram as mulheres, porque são s mulheres que acabam derrotando o monstro e, em geral, os homens morrem", afirmou.

A edição do 50º aniversário da Comic-Con reúne 135.000 nerds e geeks por quatro dias em um centro de convenções de San Diego tomado por propagandas de filmes, programas de televisão e histórias em quadrinhos.

Alguns dos eventos mais esperados é a nova sequência de "O Exterminador do Futuro", que reúne Arnold Schwarzenegger e Linda Hamilton, assim como a estreia de "Star Trek: Picard", com a volta de Patrick Stewart, e uma reunião com o elenco de "Game of Thrones".

amz/amu/piz/lda

Economia