IPCA
0.19 Jul.2019
Topo

Wall Street tem pior sessão do ano, afetada por tensão EUA-China

05/08/2019 18h33

Nova York, 5 Ago 2019 (AFP) - Wall Street derreteu nesta segunda-feira, com o acirramento das tensões comerciais entre Washington e Pequim e a forte desvalorização do yuan frente ao dólar.

Seus três principais índices tiveram a pior sessão do ano. O industrial Dow Jones recuou 2,90%, a 25.717,74 pontos, o tecnológico Nasdaq cedeu 3,47%, a 7.726,04 unidades, e o S&P 500 deixou 2,98%, a 2.844,74.

A volatilidade de Wall Street, medida pelo índice VIX, chegou a seu nível mais alto do ano.

Nesse contexto, investidores correram para se refugiar em ativos mais seguros. O rendimento de títulos do Tesouro americano a 10 anos era de 1,7294%, a menor desde 2016. Na mesma hora, a moeda chinesa era cotada a 7,0507 yuanes por dólar, seu pior valor em 11 anos.

O acirramento das tensões comerciais entre EUA e China, que levou à desvalorização do yuan, afetou Nova York e outros grandes mercados.

Em Londres, o FTSE-100 recuou 183,21 pontos, fechando a 7.223,85 unidades. O CAC 40 de Paris cedeu 2,19%, a 5.241.55 pontos, e o Dax de Frankfurt perdeu 1,80%, a 11.658,51. Na Espanha, o IBEX 35 de Madri caiu 1,31%, a 8.870,80 pontos.

A Bovespa, a maior da América Latina, caiu 2,51%, a 100.098 pontos, a Bolsa do México cedeu 1,2%, a 39.496,36, e a de Buenos Aires recuou 1,17%, a 40.873 unidades.

A agitação de Wall Street ficou ainda mais destacada porque, em pleno verão boreal, há menos movimentações no mercado - e, consequentemente, o tamanho das oscilações se amplia.

dho/jum/cj/gm/ll

Mais Economia