IPCA
0.11 Ago.2019
Topo

FMI alerta para redução do crescimento chinês com tarifas dos EUA

09/08/2019 17h41

Washington, 9 Ago 2019 (AFP) - A economia da China já está desacelerando em meio ao conflito comercial com os Estados Unidos, mas se Washington aumentar ainda mais as tarifas, o crescimento chinês poderá ser reduzido drasticamente, alertou o Fundo Monetário Internacional (FMI) nesta sexta-feira (9).

O Fundo reduziu sua previsão de crescimento para a China para 6,2% neste ano, assumindo que nenhuma nova tarifa seja imposta. Contudo, tarifas adicionais de 25% sobre os produtos chineses remanescentes reduziriam o crescimento do PIB no ano seguinte, disse o FMI em um relatório.

A revisão anual da economia da China - conhecida como relatório do Artigo IV - foi concluída antes de o presidente Donald Trump anunciar planos para impor tarifas punitivas de 10% sobre US$ 300 bilhões em importações, o que significa que a partir de 1º de setembro todos os produtos da China estarão sujeitos a tarifas, em uma intensificação da guerra comercial.

O organismo com sede em Washington pediu novamente por uma resolução rápida para o conflito comercial entre as superpotências econômicas do mundo.

"Uma nova escalada das tensões comerciais, por exemplo, os EUA elevando as tarifas para 25% das importações remanescentes da China, poderia reduzir o crescimento em cerca de 0,8 ponto nos próximos 12 meses", disse o FMI.

O impacto teria "repercussões negativas significativas em todo o mundo".

hs/acb/ll/mvv

Mais Economia