PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Belgo-brasileira AB InBev modera suas perspectivas para 2019

25/10/2019 11h47

Bruxelas, 25 Out 2019 (AFP) - A cervejaria belga-brasileira AB InBev, líder mundial em cerveja, moderou suas perspectivas para 2019 nesta sexta-feira, após um terceiro trimestre considerado difícil.

"Prevemos agora um crescimento moderado do EBITDA (superávit operacional bruto que serve de referência para previsões internas) no ano de 2019, levando em conta as dificuldades do terceiro trimestre, que devem continuar no quarto", observa o grupo em uma declaração.

Ao anunciar os resultados do primeiro e segundo trimestre, a produtora de cerveja Stella Artois e Corona da Budweiser esperava "forte crescimento" no EBITDA em 2019.

O EBITDA da AB InBev, que possui 500 marcas de cerveja, caiu ligeiramente no terceiro trimestre de 2019 a US$ 5,29 bilhões, contra 5,31 bilhões em 2018.

O lucro líquido aumentou significativamente durante o trimestre, de 1,52 bilhão em 2018 a 2,42 bilhões em 2019 (+ 59,2%).

Mas o benefício subjacente, mais revelador da atividade da empresa, caiu de US$ 2,19 bilhões no terceiro trimestre de 2018 para 1,870 bilhão em 2019 (-14,6%).

Em termos de faturamento, aumentou 2,7%, passando de 12,92 bilhões em 2018 a 13,18 bilhões este ano.

A empresa com sede em Leuven comemorou início da cotação na Bolsa de Hong Kong de sua subsidiária asiática em 30 de setembro por US$ 5,75 bilhões.

"Criamos um supercampeão regional no setor de bens de consumo", diz a AB InBev, que avalia que esse preço favorecerá "eventuais operações de fusão e aquisição na região".

Os produtos dessa transação serão utilizados para pagar a dívida do grupo, que permanece com um endividamento significativo desde a aquisição em 2016 de sua concorrente SABMiller.

zap/lth/erl/cn

AB InBev