PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Lagarde diz que Alemanha não fez os esforços necessários para fortalecer o crescimento

30/10/2019 07h14

Paris, 30 Out 2019 (AFP) - Os países europeus com excedentes orçamentários, como a Alemanha, "não fizeram os esforços necessários" para investir e consolidar o crescimento europeu, afirmou Christine Lagarde, que assumirá na sexta-feira a presidência do Banco Central Europeu (BCE).

As políticas fiscais dos membros da Eurozona foram coordenadas de maneira exitosa durante a crise de 2008 e 2009, mas desde então "os países, particularmente aqueles que têm margem orçamentária, não fizeram os esforços necessários", declarou Lagarde em uma entrevista à rádio francesa RTL.

"Pensamos, por exemplo, nos países que estão de forma crônica em excedente orçamentário, como Alemanha, Holanda e outros", completou.

"Por quê não usar este excedente orçamentário para investir em infraestruturas? Por quê não investir em educação ou inovação para permitir um reequilíbrio?", questionou.

Lagarde, afirmou que os bancos centrais, "em geral, fizeram seu trabalho", mas a realidade é que a zona do euro "compartilha uma moeda, mas não compartilha a política orçamentária no momento".

"Não há, e é algo lamentável, um orçamento comum na Eurozona, embora os ministros das Finanças da zona do euro pareçam ter ancorado os elementos para um orçamento", que deve ser aprovado pelos chefes de Estado e de Governo, completou.

boc/aue/nth/bl/pc/fp