PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Indústria e construção da Argentina seguiram em queda livre em novembro

09/01/2020 08h02

Buenos Aires, 9 Jan 2020 (AFP) - A produção industrial na Argentina caiu 4,5% em novembro, em relação ao mesmo mês do ano anterior, e acumulou 19 meses consecutivos de retrocesso - informou o instituto de estatística Indec nesta quinta-feira (9).

Entre janeiro e novembro, no final do governo do liberal Mauricio Macri, a indústria despencou 6,9% em relação ao mesmo período de 2018.

Na comparação com outubro, a produção industrial teve uma redução de 3,3% em novembro.

O setor automotivo voltou a ser o mais castigado, com uma queda em novembro de 23,8% em relação ao mesmo mês do ano anterior, seguido por aparelhos e instrumentos(-9,9%), maquinário e equipamentos (-9,1%) e minerais não metálicos (-5,8%).

Já a construção caiu 5,2% em novembro, segundo a comparação interanual, e perdeu 8% no acumulado do ano até novembro.

No quadro de uma recessão que se prolonga desde o segundo trimestre de 2018 na Argentina, nenhuma categoria cresceu no último mês anterior à mudança de poder na Casa Rosada, em 10 de dezembro.

Em suas análises, o Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial convergiram que, este ano, o país registrará uma contração de 3,1% de seu PIB, com uma inflação de cerca de 55%.

ls/mls/tt