PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

Presidente do Fed é interrogado sobre laços com Jeff Bezos e Ivanka trump

11/02/2020 20h02

Washington, 11 Fev 2020 (AFP) - O presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos Estados Unidos), Jerome Powell, rejeitou nesta terça-feira (11) as acusações de que poderia estar recebendo pressão indevida do bilionário Jeff Bezos e da filha e conselheira do presidente americano, Ivanka Trump.

Numa audiência no Congresso para apresentar um relatório sobre política monetária, Powell foi questionado sobre seus laços com o fundador da Amazon e a filha de Donald Trump e como isso poderia comprometer a independência do Fed.

"É você, Sr. Powell?", perguntou a legisladora pela Califórnia Katie Porter enquanto segurava uma foto do presidente do Fed em frente da mansão de Bezos, em Washington DC.

Ivanka Trump acompanhou a audiência ao lado do marido, Jared Kushner, também assessor especial da Casa Branca.

"Diria que alguém como Jeff Bezos, um dos homens mais ricos do mundo, poderia se beneficiar de ter influência sobre as decisões do Fed?", perguntou Porter a Powell.

"Pode o senhor imaginar que participar de uma luxuosa festa na casa de 23 milhões de dólares de Jeff Bezos, ao lado de Jared e Ivanka e o presidente executivo do JPMorgan Chase, Jamie Dimon, poderia dar a impressão ao público de que não é imune às pressões externas?", continuou.

"Certamente espero que não", respondeu Powell.

Powell falou ante o Comitê de Serviços Financeiros da Câmara de Representantes, um compromisso semestral do presidente do Fed, e respondia principalmente perguntas sobre a economia, o emprego, o salário mínimo e a regulamentação do sistema bancário.

Mas ele reconheceu ter ido a uma festa organizada por Bezos após o exclusivo jantar anual do Alfalfa Club, uma tradição de Washington realizada a cada último sábado de janeiro.

Em 2018 o famoso chef e ativista de causas humanitárias José Andrés foi excluído de uma festa posterior ao encontro no Alfalfa Club, ao qual Ivanka Trump participava, supostamente por conta de suas posições críticas em relação à política imigratória de Trump.

Powell, membro do Alfalfa Club, disse que não conversou com Bezos, Kushner ou Ivanka Trump na festa, mas Porter declarou que sua mera presença criou a impressão de influência indevida.

"Eu apenas sugeriria que a participação nesse tipo de evento com essas pessoas é inconsistente" com a posição de que o Fed é independente e não está sujeito a pressão, afirmou a legisladora.

"Há muitas pessoas que gostariam de ter a oportunidade de influenciar as decisões do Fed".

AMAZON.COM

J.P. MORGAN CHASE & CO