PUBLICIDADE
IPCA
-0,31 Abr.2020
Topo

Fed adverte que incerteza por coronavírus ameaça perspectivas econômicas

08/04/2020 16h23

Washington, 8 Abr 2020 (AFP) - Os membros do comitê de política monetária do Federal Reserve dos Estados Unidos (Fed, banco central) consideram que a incerteza sobre a pandemia de coronavírus representa um "sério perigo para as perspectivas econômicas".

No resumo de sua reunião extraordinária em 15 de março, quando reduziram suas taxas de referência para quase zero, eles também observaram que "a situação atual não é diretamente comparável à crise financeira da década passada". Essa crise provavelmente terá efeitos menos duradouros.

Nesta reunião, o Fed elevou suas taxas quase a zero, algo que não fazia desde 2008, além de convocar uma reunião extraordinária.

Entre participantes da reunião nem todos concordaram com as ações a serem tomadas. A maioria foi favorável a um corte nas taxas, levando em conta o "provável declínio da atividade econômica no curto prazo" e o "grau extremamente alto de incerteza sobre a duração e a gravidade" da crise.

Um dos participantes pediu um corte menor para dar "espaço para mais baixas" para ajudar a economia a se recuperar após a crise, de acordo com a ata da reunião.

Desde 15 de março, a pandemia atingiu todos os 50 estados dos Estados Unidos, com quase 403.000 infectados, dos quais 13.000 morreram, segundo balanço da Universidade Johns Hopkins.

jul/vog/lth/mr/gma/cc

Economia