PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

Sanções europeias não afetam ajuda médica à Venezuela, afirma UE

28/04/2020 21h07

Nações Unidas, Estados Unidos, 29 Abr 2020 (AFP) - Quatro membros europeus do Conselho de Segurança da ONU - Bélgica, Alemanha, França e Estônia - disseram nesta terça-feira (28) que as sanções europeias contra a Venezuela não tiveram impacto na assistência médica ao país caribenho.

"As sanções europeias contra a Venezuela são destinadas aos responsáveis por graves violações dos direitos humanos e têm o objetivo explícito de não afetar a população", afirma a declaração conjunta dos quatro membros da UE.

"Como consequência, as sanções não afetam a ajuda humanitária ou médica de forma alguma".

A declaração destaca sua "profunda preocupação com as consequências da pandemia de COVID-19" no país sul-americano. "A pandemia pode causar um impacto humano devastador em uma nação que enfrenta uma grave situação econômica, social e humanitária".

"Os membros da UE no Conselho de Segurança exigem a despolitização da ajuda humanitária e o acesso humanitário seguro e sem obstáculos em todo o país", observando que a UE é o maior doador na luta contra a crise venezuelana.

Esses quatro países foram os responsáveis pela convocação da reunião por teleconferência do Conselho de Segurança. A iniciativa foi adotada depois que a Rússia se recusou a incluir a questão humanitária em uma reunião solicitada na semana passada por Moscou sobre uma missão militar americana na Venezuela.

Em 1º de abril, Washington anunciou o desdobramento de uma grande operação antidrogas. Em seguida, Caracas, com o apoio da Rússia, denunciou a decisão em carta à ONU.

A última reunião pública do Conselho de Segurança sobre a Venezuela ocorreu em abril de 2019, quando o vice-presidente americano, Mike Pence, chegou a Nova York para exigir o reconhecimento do opositor Juan Guaidó como presidente interino no lugar do socialista Nicolás Maduro.

Uma reunião a portas fechadas foi realizada em maio de 2019, mas até a semana passada o Conselho não havia realizado qualquer outra sessão sobre questões relacionadas ao país sul-americano.

prh/dax/llu/lda/jc