PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Democratas aprovam pacote de US$ 3 tri para enfrentar a pandemia

12/05/2020 17h01

Washington, 12 Mai 2020 (AFP) - Os democratas aprovaram nesta terça-feira (12) um pacote de US$ 3 trilhões como resposta à pandemia do novo coronavírus, o maior aprovado até agora, para ajudar os estados americanos, nas medidas de combate à pandemia e prover auxílio emergencial para milhões de americanos.

O "Heroes Act" foi apresentado no Congresso e seria votado o quanto antes esta semana.

Mas a medida enfrentará oposição imediata da Casa Branca e do Senado, uma vez que o presidente Donald Trump e a liderança republicana no Senado já tinham comentado não ser necessária uma nova rodada de auxílio emergencial.

O Congresso aprovou - e Trump sancionou - várias medidas de auxílio emergencial nos últimos meses.

Entre elas estão um enorme pacote de US$ 2,2 trilhões, liberado em março, conhecido como "Cares Act", e uma medida adicional de US$ 483 bilhões para injetar novos fundos em um famoso programa de empréstimos para pequenas empresas atingidas pela suspensão dos serviços durante a pandemia.

O novo projeto, chamado pela presidente da Câmara, Nancy Pelosi, de "Cares 2", inclui uma segunda rodada de pagamentos de até US$ 6.000 por família, em um esforço para aliviar o difícil momento para milhões de americanos que perderam o emprego durante a pandemia.

Também prevê ajudar os profissionais da saúde e equipes de emergência, amplia o número de testes e o rastreamento do vírus, aumenta os empréstimos para as pequenas empresas, amplia a assistência habitacional e fortalece medidas de segurança alimentar para os mais pobres.

Em um comunicado divulgado pelo gabinete de Pelosi, os democratas do Congresso descreveram o pacote como "um projeto de resposta corajoso e amplo em resposta ao coronavírus que auxiliará no desafio que essa pandemia representa para a nossa nação".

Os Estados Unidos, o país mais atingido do mundo pela pandemia do novo coronavírus, registraram mais de 1,35 milhão de casos e 80.000 mortes.

mlm/bgs/bn/mvv

Economia