PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

EUA entrou em recessão em fevereiro após 128 meses de crescimento

08/06/2020 16h22

Washington, 8 Jun 2020 (AFP) - A economia dos Estados Unidos entrou em recessão em fevereiro, após 128 meses de expansão, em meio a uma forte desaceleração causada pelo novo coronavírus, informou o Instituto Nacional de Pesquisa Econômica nesta segunda-feira.

"O pico da atividade econômica mensal foi atingido em fevereiro de 2020 na economia dos EUA. Esse apogeu marca o fim da expansão iniciada em junho de 2009 e o início de uma recessão", afirmou o NBER (National Bureau of Economic Research), a entidade que determina se o país está ou não em recessão.

As recessões são tipicamente definidas por uma contração do Produto Interno Bruto por dois trimestres consecutivos, mas "a magnitude sem precedentes do declínio no emprego e na produção, e sua vasta extensão em toda a economia, justifica a designação deste episódio como uma recessão", diz o NBER.

A pandemia de coronavírus causou quase 110.000 mortes nos Estados Unidos, segundo dados oficiais, e atingiu com força a principal economia do mundo.

Como na maioria dos países, as autoridades impuseram medidas de contenção relativamente severas, que paralisaram setores inteiros da economia, como turismo e parte da produção industrial.

Dezenas de milhões de americanos solicitaram seguro-desemprego em março, e o PIB caiu quase 5% no primeiro trimestre.

A maior economia do mundo, no entanto, mostra alguns sinais de recuperação após a reabertura parcial das atividades econômicas e a injeção de três trilhões de dólares em ajuda às empresas e à população, acompanhada por um programa de ajuda do Federal Reserve.

vog/jul/bh/dga/yow/gma/mr/cc

Economia