PUBLICIDADE
IPCA
0,26 Jun.2020
Topo

Irlanda acelera a flexibilização do confinamento

08/06/2020 07h29

Dublin, 8 Jun 2020 (AFP) - Os estabelecimentos comerciais e outros locais de trabalho reabriram as portas nesta segunda-feira (8) na Irlanda que, diante da evolução positiva da pandemia, decidiu retirar várias restrições do confinamento contra o coronavírus antes do previsto.

Todas as lojas podem retomar as atividades esta semana e as limitações de viagens foram ampliadas de 5 km a 20 km. Pessoas que trabalham em locais que têm condições de respeitar o distanciamento social foram incentivadas a retornar a seus postos.

A Irlanda adotou o confinamento em 28 de março. Ao acelerar os planos, o governo decidiu na sexta-feira antecipar a flexibilização que estava prevista para o verão (hemisfério norte).

"Este é um grande dia para nosso país", afirmou o ministro da Saúde, Simon Harris, à emissora de rádio e televisão pública RTE.

A Irlanda, país de cinco milhões de habitantes, registra 1.679 mortes por COVID-19, de acordo com o balanço oficial.

As mortes registradas em apenas um dia alcançaram o pico de 77 em meados de abril, mas no domingo o país anunciou apenas uma vítima fatal.

O primeiro-ministro Leo Varadkar anunciou na sexta-feira a suspensão acelerada das restrições. Além disso, antecipou a data prevista para eliminar quase todas as medidas de confinamento de agosto para julho.

As visitas a residências estão autorizadas e o governo permite que até seis pessoas se reúnam em ambientes fechados ou ao ar livre.

Harris pediu, no entanto, que os irlandeses visitem apenas uma pequena lista de amigos e parentes, que respeitem o distanciamento social e registrem os nomes em caso de necessidade de um rastreamento de contatos.

A Irlanda adotou os primeiros passos para sair do confinamento em 18 de maio, permitindo que pequenos grupos se reunissem ao ar livre, assim como a retomada do comércio a céu aberto e o retorno de atividades como o golfe.

Varadkar anunciou que vai prosseguir com a flexibilização. Hotéis e alguns pubs devem reabrir em 29 de junho.

jts-acc/zm/fp

Economia