PUBLICIDADE
IPCA
-0,38 Mai.2020
Topo

Petróleo alcança máximo desde março em mercado prudente

22/06/2020 18h29

Nova York, 22 Jun 2020 (AFP) - Os preços do petróleo fecharam em alta nesta segunda-feira (22), alcançando um máximo desde março, mas os investidores seguem atentos aos sinais da demanda e do cumprimento dos cortes de produção dos principais exportadores.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em agosto fechou em 43,08 dólares em Londres, em alta de 2,1% com relação ao fechamento de sexta-feira.

Enquanto isso, em Nova York, o barril de WTI para entrega em julho, em seu último dia de cotação, subiu 1,8% a 40,46 dólares.

Na semana passada, Brent e WTI registraram sua sétima alta semanal consecutiva.

Os preços foram pressionados para cima na segunda-feira, devido a uma queda no número de poços de petróleo em atividade nos Estados Unidos e no Canadá, segundo contagem semanal da sociedade Baker Hughes.

Esta queda sugere que a produção na América do Norte, que caiu fortemente desde o começo de abril, continuará baixando nas próximas semanas.

Apesar da alta de preços desta segunda-feira, "os dois contratos parecem se contentar em adotar uma atitude de espera", constatou Jeffrey Halley, analista de Oanda.

Os investidores seguem de perto os indicadores que prefiguram "a evolução da demanda" e o cumprimento dos acordos de redução da produção da Opep e seus aliados, reunidos na Opep+, destacou Bjornar Tonhaugen, da Rystad Energy.

O analista destaca, ainda, que o risco de um recrudescimento nos casos do novo coronavírus, potencialmente devastador para a demanda se ocorrer uma nova fase de confinamento no mundo, é um elemento "onipresente" no mercado.

bp-dho/vog/mr/dga/mvv

QANTAS AIRWAYS

GOLDMAN SACHS GROUP

Economia