PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Banco Central do México corta os juros para 5%

25/06/2020 17h20

México, 25 Jun 2020 (AFP) - O Banco de México (Banxico, central) reduziu sua taxa de juros básica nesta quinta-feira pela nona vez consecutiva, para 5%, devido aos riscos que a pandemia da COVID-19 representa para a economia e os mercados financeiros.

O conselho de administração do banco decidiu "por unanimidade" abaixar a meta para a taxa interbancária em 50 pontos-base, informou a instituição em comunicado.

"Os desafios derivados da pandemia de política monetária incluem o impacto significativo na atividade econômica e um choque financeiro", acrescentou a diretiva do Banxico.

A instituição reconheceu que a economia mexicana, a segunda maior da América Latina depois do Brasil, teve uma contração significativa no primeiro trimestre do ano, enquanto os efeitos da pandemia "foram exacerbados em abril".

O Banxico prevê que a atividade econômica continuará abaixo do seu potencial no horizonte em que a política monetária opera e que a balança de riscos para o crescimento "permanecerá significativamente enviesada para o lado negativo".

O Banxico estima também que a economia mexicana possa cair este ano para 8,8% devido ao impacto da COVID-19, enquanto o FMI atualizou sua estimativa na quarta-feira para uma queda de 10,5%.

Por outro lado, o banco central destacou que a moeda mexicana se valorizou e as taxas de dívida local caíram, embora as condições financeiras continuem sujeitas principalmente aos efeitos da pandemia.

Em relação à inflação, cujo controle é feito pelo Banxico, destacou que as expectativas para o final do ano permanecem em níveis próximos à meta de -3%, mais ou menos um ponto percentual, enquanto que as de médio e longo prazos permanecem estáveis, embora em níveis acima da meta.

jla/mr/cc