PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Google reforça configuração de privacidade para novos usuários

25/06/2020 06h02

San Francisco, 25 Jun 2020 (AFP) - O Google começou a apagar de forma automática o histórico de buscas e a localização dos novos usuários de forma periódica a cada 18 meses, anunciou o CEO Sundar Pichai, em uma medida para reforçar as configurações de privacidade.

A mudança foi introduzida na quarta-feira, na mais recente tentativa de uma grande empresa de tecnologia de conquistar a confiança do público depois que Facebook e Google receberam multas pesadas por violações da segurança nos últimos anos.

"Acreditamos que os produtos devem manter as suas informações apenas pelo tempo que for útil para você", escreveu Pichai em um texto publicado em seu blog, no qual destaca que as mudanças foram projetadas "reter menos dados por default".

Ao criar uma nova conta do Google, "seus dados de atividade serão apagados de forma automática e contínua após 18 meses, ao invés de serem conservados até que você decida apagá-los", explicou.

Os usuários atuais também podem decidir que seus dados sejam apagados de forma automática a cada três ou 18 meses - uma ferramenta que não mudou, mas estas pessoas serão recordadas sobre a opção.

A tecnologia de localização dos smartphones está no foco da atenção à medida que os governos estudam ou implementam iniciativas baseadas em aplicativos para prevenir os contágios do coronavírus, apesar das preocupações com as liberdades civis e a privacidade.

Pichai, também CEO da matriz do Google, Alphabet, garantiu em seu blog que a "privacidade está no coração de tudo o que fazemos".

Também explicou outras mudanças, como o acesso mais fácil às configurações de privacidade nos aplicativos e o modo "incógnito".

lby/jub/lys/kaf/gle/lda/zm/fp

GOOGLE