PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Vice-presidente do governo espanhol, Nadia Calviño, candidata a presidir o Eurogrupo

25/06/2020 06h31

Madri, 25 Jun 2020 (AFP) - Nadia Calviño, terceira vice-presidente do governo espanhol e ministra de Assuntos Econômicos, é oficialmente candidata para presidir o Eurogrupo, anunciou o governo espanhol.

"A Espanha formalizará hoje (quinta-feira) a candidatura de Calviño", de 51 anos, para suceder o português Mario Centeno no cargo.

"Apresentei minha candidatura para presidir o Eurogrupo, com a vontade de seguir trabalhando por uma zona do euro forte e próspera em benefício de todos os cidadãos europeus", escreveu no Twitter Nadia Calviño, que atuou durante 12 anos em cargos importantes da Comissão Europeia, até entrar para o governo de Pedro Sánchez em 2018.

"Seria uma honra para o governo da Espanha e para mim, como presidente, que Nadia Calviño, assumisse a presidência do Eurogrupo, um órgão chave para a cooperação e reconstrução de uma Europa mais forte e unida", escreveu o presidente do governo, o socialista Pedro Sánchez, também no Twitter.

"Pela primeira vez a Espanha e uma mulher liderariam a instituição", completou.

Com mandato de dois anos e meio, a pessoa eleita para comandar o Eurogrupo preside as reuniões mensais do organismo que reúne os ministros das Finanças dos 19 países que compartilham a moeda única. O principal objetivo é a coordenação das políticas econômicas nacionais.

A eleição acontecerá em 9 de julho. O primeiro nome a receber o apoio de 10 dos 19 ministros será o novo presidente.

Não está descartada a possibilidade de um consenso entre os europeus até a data, mas também circulam, sem confirmação até agora, os nomes do luxemburguês Pierre Gramegna e do irlandês Paschal Donohoe como candidatos.

Além de reconstruir a confiança em um organismo marcado pela divisão Norte-Sul desde a crise da dívida, a próxima pessoa à frente do Eurogrupo deverá dar um novo impulso em período de recuperação pós-coronavírus.

mg-tjc-avl/bl/fp