PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Noruega inicia escavação de barco viking

26/06/2020 11h21

Oslo, 26 Jun 2020 (AFP) - A Noruega começou a desenterrar nesta sexta-feira um barco viking, o primeiro a ser escavado no país em mais de 100 anos, uma descoberta incomum que ajudará a saber mais sobre esse período.

Enterrado a cerca de 50 centímetros de profundidade em um monte que cobre uma sepultura viking, o barco de Gjellestad, nome da localidade do sudeste do país, foi detectado em 2018 graças a um georadar.

Como os restos estão em um estado muito deteriorado, de acordo com as primeiras observações, as autoridades norueguesas decidiram extraí-los rapidamente antes que se degradem completamente.

Até agora, apenas três navios vikings em bom estado haviam sido descobertos na Noruega. A última escavação remonta a 1904, com o barco Oseberg. Todos os três estão agora em exibição em um museu perto de Oslo.

"Com tão poucas embarcações descobertas, um novo barco Viking terá um grande impacto na compreensão dos navios em si, mas também fornecerá informações valiosas para a compreensão do período histórico como um todo", disse o arqueólogo Knut Paasche, do Instituto Norueguês de Pesquisa do Patrimônio Cultural (Niku), em comunicado.

Nos tempos vikings, quando esses guerreiros e comerciantes do norte da Europa viajavam pelos mares entre os séculos VIII e XI, era costume enterrar reis e dignitários a bordo de um navio içado em terra e sepultado com objetos debaixo de um monte.

"O navio Gjellestad é uma descoberta de grande importância nacional e internacional", disse o ministro do Meio Ambiente e Clima Sveinung Rotevatn, que lançou oficialmente as operações de escavação.

O processo levará cinco meses, segundo os arqueólogos.

phy/map/bc