PUBLICIDADE
IPCA
0,36 Jul.2020
Topo

LATAM Brasil entra no pedido de recuperação judicial do grupo nos EUA

09/07/2020 13h43

São Paulo, 9 Jul 2020 (AFP) - A filial brasileira da companhia aérea LATAM Airlines entrou nesta quinta-feira (9) em recuperação judicial nos Estados Unidos, o que lhe permite continuar operando, enquanto reorganiza suas finanças - informou a empresa em um comunicado.

As afiliadas no Chile, Peru, Colômbia, Equador e Estados Unidos já integram o processo iniciado em 26 de maio de 2020.

"Dado que o ambiente externo ainda não dá sinais fortes de recuperação, integrar o processo do Capítulo 11 (da lei de falências americana) é a melhor opção para a LATAM Airlines Brasil ter acesso às novas fontes de liquidez, implementar reestruturações operacionais e financeiras e fortalecer a sua posição de liderança na indústria aérea", informa o comunicado.

A companhia "continuará a voar sem nenhum impacto nas suas operações de passageiros, cargas, reservas, vouchers, ou pontos LATAM Pass", acrescenta.

Antes da pandemia, a LATAM tinha 145 destinos em 26 países. Contava com mais de 42.000 funcionários e operava aproximadamente 1.400 voos diários, transportando mais de 74 milhões de passageiros anualmente. Metade desses voos era assegurada pela LATAM Brasil.

Atualmente, apenas a LATAM Paraguai não integrou o Capítulo 11 da lei americana, enquanto a LATAM Argentina anunciou no mês passado a suspensão por tempo indeterminado de suas operações.

Todo setor aéreo mundial tem sido fortemente afetado pela pandemia de coronavírus.

A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) estima que as companhias aéreas latino-americanas vão levar até três anos para recuperar os níveis de voos e passageiros de antes desta crise sanitária global.