PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

EUA prorrogam proteção à Citgo em meio a pressão de credores da Venezuela

15/07/2020 16h41

Washington, 15 Jul 2020 (AFP) - Os Estados Unidos anunciaram nesta quarta-feira a prorrogação até outubro da proteção do Departamento do Tesouro que bloqueia qualquer tentativa dos credores da filial da venezuelana PDVSA no país de tomar posse de suas ações para ressarcir dívidas.

A Citgo, filial americana da petroleira estatal venezuela PDVSA, está a um passo de ser confiscada, após um processo submetido à Suprema Corte, que decidiu que a mineradora canadense Crystallex pode usar os ativos da empresa como compensação pela estatização de uma mina na Venezuela em 2011.

O Departamento do Tesouro prorrogou hoje até outubro uma disposição que impede qualquer transação de títulos, dentro das sanções contra a petroleira estatal PDVSA. A ordem protege a Citgo, controlada pela oposição da Venezuela desde fevereiro de 2019, quando o governo de Donald Trump entregou a empresa ao líder do Parlamento, Juan Guaidó, após reconhecê-lo como presidente interino, por considerar o Mandato de Maduro ilegítimo.

O representante de Guaidó nos Estados Unidos, Carlos Vecchio, agradeceu a iniciativa do governo americano de prorrogar a proteção. "Continuaremos fazendo todo o possível para proteger a Citgo das dívidas irresponsáveis de Chávez e Maduro", prometeu.

A petroleira americana ConocoPhillips também busca usar esse ativo nos Estados Unidos para extinguir uma dívida de 2 bilhões de dólares mais juros pela nacionalização de ativos na Venezuela em 2007, reconhecida por um tribunal do Banco Mundial.

A Citgo, refinaria e comercializadora de combustível chave para a PDVSA antes de Washington impor duras sanções à petroleira estatal, em janeiro de 2019, é vista pela oposição como um "motor econômico" para uma eventual Venezuela sem Maduro.

an/mr/lb