PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Ajuda do governo sustenta consumo dos americanos

18/08/2020 19h25

Washington, 18 Ago 2020 (AFP) - Trancados em casa pelo trabalho remoto ou por terem perdido o emprego, mas com dinheiro sobrando graças à ajuda do governo federal, muitos americanos aproveitaram para incrementar o jardim, fazer reformas ou cozinhar, e a receita dos grandes varejistas disparou.

"Nossos clientes passaram tanto tempo a mais em casa no segundo trimestre que observamos um forte aumento das vendas de televisores, computadores e aparelhos de conectividade", declarou nesta terça-feira (18) o diretor-geral do Walmart, Douglas McMillon, por ocasião da divulgação dos resultados do grupo.

Sem poder frequentar restaurantes, muitas famílias passaram a cozinhar mais e a comprar mais produtos de alimentação.

O hipermercado também registrou uma forte demanda por papel higiênico e papel-toalha, assim como por produtos de limpeza e desinfetantes, como determina o novo normal.

O resultado: sua receita líquida subiu 80% entre maio e julho - segundo trimestre de seu exercício fiscal -, chegando a 6,5 bilhões de dólares.

O faturamento cresceu 6%, a 138 bilhões de dólares, com um aumento de 9,5% das vendas nos Estados Unidos, seu principal mercado, mas em outros países registrou uma queda de 6,8%.

- "Dinheiro para gastar" -A Home Depot, que vende plantas, móveis, spots de luz e ferramentas para reparos domésticos, também se beneficiou do "Grande confinamento".

Seus lucros líquidos subiram 24,5% a 4,3 bilhões de dólares, graças a vendas em alta de 23,4% a 38 bilhões de dólares entre maio e julho.

"Os consumidores, com mais tempo em casa, investem (para melhorar) seu entorno", explicou Neil Saunders, analista da GlobalData Retail.

E muitos "tinham dinheiro para gastar", graças à ajuda do governo federal e "porque reduziram outros gastos, como roupas e restaurantes".

Estes grupos de vendas no varejo se beneficiaram indiretamente do plano de ajuda econômica do governo, que se traduziu em um cheque de 1.200 dólares por pessoa, enviado na primavera, ou 600 dólares semanais para alguns trabalhadores que perderam o emprego.

Esta medida terminou em 31 de julho e muitos lares agora vêm a renda minguar, o que deverá repercutir nos gastos de consumo.

A Casa Branca e o Congresso discutem um novo plano de ajuda, mas as negociações estão em ponto morto.

- Vendas online dobram -"A boa notícia é que as pessoas voltaram a gastar", comentou o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, à rede CNBC.

O consumo representa quase três quartos do PIB dos Estados Unidos e é o motor do crescimento no país.

A Walmart se beneficiou do desejo dos consumidores de realizar a maior quantidade possível de suas compras em um mesmo lugar, algo contra o que os pequenos estabelecimentos têm dificuldades de competir.

As vendas online da gigante varejista quase dobraram nos Estados Unidos com a pandemia.

Novas ajudas a pequenas e médias empresas estão incluídas no plano de ajuda discutido no Congresso.

A Walmart tem um quadro de mais de 2,2 milhões de funcionários em 27 países e desde o começo do ano contratou novas 500.000 pessoas no mundo, a maioria para trabalhos temporários para atender ao pico da demanda.

jum-jul/etr/mr/rsr/mvv

HOME DEPOT

WALMART