PUBLICIDADE
IPCA
0,24 Ago.2020
Topo

Instalações petrolíferas no Golfo de México são fechadas por iminência de ciclones

23/08/2020 18h40

Nova York, 23 Ago 2020 (AFP) - A produção de petróleo no Golfo do México foi reduzida por precaução em 58% enquanto o furacão Marco e a tempestade tropical Laura se aproximam do Golfo do México, informou uma agência dos EUA neste domingo.

O equivalente a 45% da produção de gás natural na região também foi suspenso, disse o Escritório de Regulação do Meio Ambiente e Segurança (BSEE) em seu último boletim, divulgado neste domingo.

Por precaução, 114 plataformas de produção das 643 que abrigavam o pessoal foram efetivamente evacuadas no Golfo do México, que sozinho fornece 17% da produção de petróleo dos EUA.

Cinco sondas de perfuração também foram evacuadas, enquanto outras oito sondas móveis saíram das trajetórias planejadas de Marco e Laura.

Todas as instalações serão vistoriadas após as tempestades e poderão retomar a produção imediatamente, frisou a agência.

De acordo com o National Hurricane Center (NHC), com sede em Miami, Marco se tornou um furacão no domingo e deveria cruzar o Golfo do México central antes de se aproximar do estado americano de Louisiana na segunda-feira.

O Olho da Tempestade Laura passou pelo Haiti e pela República Dominicana no domingo e deve estar próximo ou sobre Cuba na noite de domingo e segunda-feira, e no sudeste do Golfo do México na noite de segunda e na terça-feira.

De acordo com a última previsão do NHC, deve se aproximar do Golfo do México central e noroeste na terça à noite e na quarta-feira.

jum/lpt/dg/gm/cc