PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

As principais verificações da AFP nesta semana

04/09/2020 13h36

Rio de Janeiro, 4 Set 2020 (AFP) - Veja a seguir a seleção das principais verificações da AFP nesta semana:

1 - CLOROQUINA ERA USADA DESDE A GRIPE ESPANHOLA, EM 1918

Publicações que dizem que a cloroquina é usada desde a gripe espanhola e mostram como "prova" um anúncio que recomenda um "comprimido de chloro quinino" foram compartilhadas mais de 6,4 mil vezes nas rede sociais desde 19 de agosto de 2020 . Esta propaganda de uma farmácia realmente foi publicada no jornal "Minas Geraes" em novembro de 1918. Contudo, especialistas indicaram à AFP que ambas as substâncias têm origens diferentes: o cloridrato de quinina é natural, enquanto a cloroquina é um remédio sintético, surgido apenas na década de 1930.

http://u.afp.com/Cloroquina1918

2 - CDC ANUNCIAM QUE COVID-19 CAUSOU 6% DAS MORTES NOS EUA

Publicações compartilhadas milhares de vezes nas redes sociais desde o final de agosto afirmam que os Centros para o Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos anunciaram que apenas 6% das mortes atribuídas ao SARS-CoV-2 nesse país foram causadas pela covid-19, enquanto as 94% restantes ocorreram por outras doenças. Na verdade, isto surge de uma interpretação incorreta das estatísticas sobre comorbidades, segundo explicou o diretor do Centro Nacional de Estatísticas de Saúde (NCHS).

http://u.afp.com/covidCDC

3 - CANDIDATO DEMOCRATA, JOE BIDEN, DORME DURANTE ENTREVISTA

Um vídeo em que o candidato democrata à Presidência dos Estados Unidos, Joe Biden, parece dormir durante uma entrevista a um canal de TV foi visualizado centenas de milhares de vezes em redes sociais desde o último dia 31 de agosto. Mas, as imagens foram manipuladas para mostrar Biden com os olhos fechados e roncando.

http://u.afp.com/BidenDorme

4 - FOTO DE PESSOAS AGLOMERADAS NA PRAIA É ANTIGA?

Várias publicações compartilhadas centenas de vezes nas redes sociais replicando um tuíte do jornalista Guilherme Fiuza afirmam que uma fotografia da praia de Ipanema lotada não teria sido registrada em meio à pandemia de covid-19, mas que ela seria antiga. Essa afirmação, entretanto, é falsa: a imagem foi feita, de fato, em 30 de agosto, quando o Rio de Janeiro registrava mais de 223 mil casos e 16 mil mortes pelo novo coronavírus.

http://u.afp.com/PraiaIpanema

5 - VÍDEO MOSTRA ALEXANDRE DE MORAES AMEAÇANDO O STF ANTES DE TOMAR POSSE

Um vídeo que supostamente revela que, antes de ser escolhido para o Supremo Tribunal Federal (STF), o ministro Alexandre de Moraes havia ameaçado "tocar fogo" na corte caso fosse derrubada a prisão após condenação em segunda instância circula amplamente em redes sociais desde o final de junho. A gravação faz parte, contudo, de uma sessão extraordinária do STF em que Moraes leu ameaças feitas contra a corte na Internet.

http://u.afp.com/MoraesAmeaça

6 - FOTO MOSTRA "4 MILHÕES" PROTESTANDO EM BERLIM CONTRA RESTRIÇÕES PELA PANDEMIA

Uma imagem aérea de uma multidão foi compartilhada centenas de vezes em redes sociais desde o último dia 29 de agosto como se mostrasse a grande escala da manifestação realizada em Berlim no mesmo dia contra as medidas adotadas para reduzir a propagação do novo coronavírus. A foto data, contudo, de 2003 e mostra uma festa de música eletrônica na capital alemã.

http://u.afp.com/Berlim29agosto

7 - FACULDADE DE DIREITO IRONIZA MINISTROS DO STF EM OUTDOOR

"Não seja como um Ministro do STF, saiba o que está fazendo! Estude Direito na UNIPEC", diz um suposto outdoor de uma faculdade de São Paulo, cuja imagem foi compartilhada milhares de vezes em redes sociais desde agosto do ano passado. A propaganda é, contudo, fictícia: trata-se de uma montagem publicada originalmente por um site de humor. A instituição de ensino citada na publicidade também negou ter criado o outdoor.

http://u.afp.com/OutdoorSTF

8 - RUA DE TORONTO VIRA "RIO DE LIVROS"

A imagem de uma rua tomada de livros iluminados circula junto com a afirmação de que se trata de um festival anual em Toronto, no qual uma via é transformada em "um rio de livros doados" para as pessoas pegarem. A foto, compartilhada mais de 9 mil vezes nas redes sociais desde outubro de 2019, foi tirada nesta cidade canadense, mas mostra uma instalação feita por um coletivo de artistas para um evento em 2016. Embora a encenação tenha sido replicada em diferentes cidades do mundo, desde então não retornou a Toronto.

http://u.afp.com/LivrosToronto