PUBLICIDADE
IPCA
0,86 Out.2020
Topo

Daimler paga maior sanção civil por veículo nos EUA por escândalo de motores a diesel

14/09/2020 19h47

Nova York, 14 Set 2020 (AFP) - O governo dos Estados Unidos confirmou nesta segunda-feira que impôs uma multa de 875 milhões de dólares ao grupo automotivo alemão Daimler para dirimir o escândalo dos motores a diesel adulterados.

A quantia "equivale a US$ 3.500 por carro vendido", disse o vice-ministro da Justiça, Jeffrey Rosen, durante uma entrevista coletiva.

"Por veículo, esta é a maior penalidade civil imposta por violar as regras de emissão de acordo com a Lei do Ar Limpo dos EUA", disse.

O escândalo "dieselgate", que mergulhou o setor automotivo alemão em uma crise, eclodiu em setembro de 2015, quando a Volkswagen reconheceu ter equipado 11 milhões de veículos com software capazes de driblar os controles antipoluentes.

A Daimler anunciou em meados de agosto que havia concluído um acordo amistoso nos Estados Unidos neste caso por US$ 2,2 bilhões.

O grupo também se comprometeu a modificar todos os sistemas de emissão dos veículos em questão, cerca de 250.000 carros e caminhões Mercedes-Benz vendidos entre 2009 e 2016 nos Estados Unidos.

No total, as penalidades na órbita civil devem chegar a cerca de US$ 1,5 bilhão.

O grupo alemão, no entanto, continua a negar as acusações das autoridades americanas e dos reclamantes.

Ao concordar em resolver demandas pagando vários bilhões de dólares, a Daimler "culmina uma nova etapa na resolução de vários procedimentos em andamento sobre o diesel", explicou o grupo em mensagem enviada à AFP na segunda-feira.

A empresa também evita "procedimentos legais demorados", acrescentou.

jum/vmt/etr/mr/lp/cc

DAIMLER

VOLKSWAGEN