PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Democratas preparam no Congresso nova proposta de plano de ajuda nos EUA

29/09/2020 09h42

Washington, 29 Set 2020 (AFP) - Os democratas do Congresso dos Estados Unidos revelaram nesta segunda-feira (28) um plano de 2,2 trilhões de dólares para ajudar pessoas afetadas pela pandemia da covid-19, cortando mais de um trilhão do primeiro esboço da proposta com a intenção de convencer os republicanos, após meses de impasse nas negociações.

Em um Congresso altamente polarizado devido à proximidade das eleições presidenciais e legislativas de 3 de novembro, as probabilidades de um acordo foram drasticamente reduzidas.

A presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin, parecem dispostos a tentar uma nova rodada de negociações.

As duas autoridades conversaram brevemente por telefone nesta segunda-feira, após os democratas do Congresso apresentarem uma versão atualizada de sua proposta, e decidiram retomar a conversa nesta terça-feira pela manhã, segundo o porta-voz de Pelosi, Dew Hammill.

O novo plano "proporciona todos os recursos absolutamente necessários para proteger vidas, receitas e nossa democracia nos próximos meses", escreveu Pelosi a seu grupo parlamentar.

Pelosi afirmou que a proposta inclui um novo financiamento para "impedir uma catástrofe" para as escolas, pequenos negócios, restaurantes, espaços culturais, trabalhadores do setor aéreo, entre outros.

Os democratas, que controlam o Congresso, aprovaram em maio um enorme pacote de ajudas no valor de 3,4 trilhões de dólares.

Depois de dar uma "pausa" nas medidas para impulsionar a economia em maio, os republicanos, maioria no Senado, iniciaram novas negociações, mas se recusaram a desembolsar mais de um trilhão de dólares.

Em final de março, pouco depois da súbita paralisação da economia americana, fortemente atingida pela pandemia, republicanos e democratas no Congresso aprovaram quase que por unanimidade um plano histórico de 2,2 trilhões de dólares.

O pacote incluía fundos para pequenas e médias empresas, uma moratória sobre despejos e 600 dólares semanais de ajuda para desempregados.

Em abril, foram aprovados 500 bilhões de dólares em novas medidas.

O Estados Unidos são o país mais afetado no mundo pela covid-19, com mais de 200.000 mortes.

elc/la/rsr/yo/am