PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Bruxelas e Londres discutem neste sábado negociações pós-Brexit

02/10/2020 11h18

Bruxelas, 2 Out 2020 (AFP) - A presidente da Comissão Europeia, a alemã Ursula von der Leyen, e o primeiro-ministro do Reino Unido, Boris Johnson, farão neste sábado (3) uma videoconferência dedicada ao pós-Brexit, em meio à tensa expectativa de um acordo ainda este ano.

Von der Leyen e Johnson estarão em contato à tarde para "fazer um balanço" das negociações e "trocar pontos de vista" sobre o andamento dessas negociações, declarou a presidente da Comissão em entrevista coletiva.

A chefe do Executivo europeu considerou ser necessário "intensificar" as negociações, uma vez que qualquer acordo que defina as futuras relações entre Bruxelas e Londres a partir de janeiro deverá ser alcançado em outubro, a tempo de ser ratificado por todas as partes.

Na opinião de Von der Leyen, a chave para as negociações é criar um ambiente comercial justo.

"Ainda há muito trabalho a ser feito, mas devo dizer que é uma questão de justiça. E, se alguém quiser ter pleno acesso ao mercado comum, as regras da equidade devem ser aplicadas", reforçou.

A UE - garantiu Ursula - "está interessada em um acordo, porque consideramos que é importante ter entendimentos com um vizinho, mas não a qualquer preço".

"Avançamos em muitos domínios, mas as questões mais difíceis continuam em aberto", apontou.

Já a chanceler alemã, Angela Merkel, disse nesta sexta-feira em Bruxelas que "os próximos dias" serão decisivos para saber o destino das negociações.

"As negociações estão entrando em uma fase decisiva e, nos próximos dias, ficará claro se estamos avançando, ou não. Enquanto as negociações estiverem em andamento, vou me manter otimista", declarou.

O próprio governo britânico havia fixado o prazo até 15 de outubro para alcançar esse acordo, e a UE tem uma cúpula em que o assunto será discutido nessa mesma data.

- Temas ainda em aberto -A videoconferência entre Von der Leyen e Johnson terá lugar ao final da nona rodada de negociações em Bruxelas para tentar definir como será a futura relação entre a UE e o Reino Unido a partir do próximo ano.

Os negociadores esperam avançar nas discussões a um ponto em que um acordo pareça próximo o suficiente para iniciar negociações a portas fechadas.

Na quinta-feira, a UE anunciou uma ação legal contra Londres por causa de um projeto de lei que altera o acordo sobre a saída do Reino Unido do bloco.

A UE deu o primeiro passo, ao enviar uma "notificação formal" a Londres, no início de um "procedimento de infração". O Executivo europeu considera que o Reino Unido violou o compromisso de aplicar integralmente o Tratado de Retirada, o regulamento que define a modalidade do Brexit.

O Reino Unido se retirou da UE em 31 de janeiro deste ano, mas continuará aplicando as regras de comércio europeias até 31 de dezembro, no chamado período de transição.

Agora, o bloco europeu e o Reino Unido participam de uma dramática corrida contra o relógio para definir as relações a partir de 2021.

Nesta negociação, Bruxelas e Londres ainda têm muitos pontos a serem acertados, em questões como a situação dos cidadãos europeus no Reino Unido e vice-versa, um ambiente equilibrado de concorrência empresarial e direitos de pesca.

A UE também está interessada em definir critérios claros sobre auxílios e subsídios, para evitar que o cenário pós-Brexit signifique uma concorrência desequilibrada para as empresas europeias.

ahg/mis/mr/tt