PUBLICIDADE
IPCA
0,64 Set.2020
Topo

Petróleo se recupera após divulgação de dados na China

13/10/2020 17h23

Nova York, 13 Out 2020 (AFP) - Os preços do petróleo aumentaram acentuadamente nesta terça-feira (13), depois de caírem na segunda-feira, impulsionados por dados econômicos encorajadores da China, o maior importador de petróleo do mundo.

O barril de Brent do Mar do Norte para entrega em dezembro terminou em alta de 1,75%, a 42,45 dólares em Londres, enquanto em Nova York o WTI de dezembro subiu 1,95%, a 40,20 dólares.

"Os últimos dados comerciais da China para setembro" divulgados nesta terça-feira são favoráveis à demanda por petróleo, resumiu Michael Hewson, da CMC Markets.

As importações do país tiveram no mês passado o maior avanço desde dezembro de 2019, antes da pandemia do coronavírus, segundo dados oficiais.

Em setembro, as importações mensais de petróleo bruto da China aumentaram 2,1% "desafiando as expectativas dos analistas", disse Bjornar Tonhaugen da Rystad.

Nesta terça-feira, também foram conhecidas as previsões da Agência Internacional de Energia (AIE), que divulgou seu relatório anual.

Em seu relatório, a AIE prevê que o consumo de petróleo cairá 8% em 2020 devido à pandemia covid-19, especialmente devido à quase paralisia do tráfego aéreo.

Essa situação gerou especulações de que o pico do consumo de petróleo já havia sido atingido.

A demanda por petróleo ainda está longe de atingir seu máximo, a menos que os governos tomem medidas políticas para reduzi-la, disse o diretor executivo da AIE, Fatih Birol.

bp-vmt/dho/mr/lda/cc