PUBLICIDADE
IPCA
1,35% Dez.2020
Topo

As principais verificações da AFP nesta semana

19/11/2020 10h54

Rio de Janeiro, 19 Nov 2020 (AFP) - Veja a seguir a seleção das principais verificações da AFP nesta semana:

1 - ATAQUE HACKER COMPROMETE SEGURANÇA DA ELEIÇÃO MUNICIPAL

A notícia de que um grupo de hackers supostamente invadiu o sistema do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) fez muitos usuários questionarem a segurança do pleito durante a votação das eleições municipais neste dia 15 de novembro. Mas, segundo especialistas consultados, os documentos expostos neste domingo são dados administrativos antigos ou mesmo informações públicas que não teriam relação com as eleições. O presidente do TSE também garantiu que a ação não teria como afetar as urnas eletrônicas, já que elas não funcionam em rede.

http://u.afp.com/AtaqueTSE

2 - ESTABILIDADE DE VOTOS PROVA FRAUDE ELEITORAL EM SÃO PAULO

Publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais um dia após as eleições municipais afirmam que houve fraude na disputa pela Prefeitura de São Paulo, uma vez que os quatro primeiros candidatos mantiveram porcentagens de votos semelhantes em diferentes estágios de apuração das urnas. Mas esta afirmação é falsa. A estabilidade de percentuais significa apenas que houve homogeneidade nos votos em diferentes zonas eleitorais, como explicaram especialistas e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

http://u.afp.com/VotosSaoPaulo

3 - ELEIÇÕES MUNICIPAIS DE 2020 COM VOTO POR CELULAR

Diferentes publicações amplamente compartilhadas em redes sociais desde meados de outubro alegam que a votação das eleições municipais de 15 de novembro poderá ser realizada por celular, ou computador. Isso é falso. Algumas postagens distorcem informações sobre um projeto de estudo do TSE, que realizará apenas simulações no dia do pleito. Outras, replicam comunicados falsos com links para sites que solicitam dados do usuário, possivelmente para aplicação de golpes.

http://u.afp.com/VotoCelular

4 - DESINFORMAÇÃO VOLTA A CIRCULAR EM ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Publicações com alegações enganosas circularam nas redes sociais no último domingo, 15 de novembro, quando os brasileiros foram às urnas escolher prefeitos, vice-prefeitos e vereadores. Uma delas afirmava que eleitores com mais de 60 anos não precisavam ir votar devido à pandemia de covid-19. Outra, por sua vez, indicava que se mais de 51% dos votos fossem nulos, o pleito deveria ser anulado. Por fim, outras alegavam que qualquer crime poderia ser cometido próximo ao dia da eleição, já que "ninguém pode ser preso" antes do pleito.

http://u.afp.com/IsentoVoto

http://u.afp.com/VotoNulo

http://u.afp.com/PresoEleicao

5 - DRAUZIO VARELLA MINIMIZA COVID-19 EM CAMPANHA PARA ELEIÇÕES

Publicações viralizadas nas redes sociais desde agosto de 2020 afirmam que o médico Drauzio Varella, que participou da campanha do Tribunal Superior Eleitoral estimulando que os cidadãos se voluntariassem como mesários nas eleições municipais, voltou a considerar a covid-19 uma "gripezinha". Mas isto é enganoso. Varella indicou que a eleição é uma atividade essencial e especificou que deveriam se voluntariar os indivíduos que não fizessem parte do grupo de risco.

http://u.afp.com/DrauzioEleicoes

6 - JOÃO DORIA USA MÁSCARA COM BANDEIRA DA CHINA

Uma foto compartilhada mais de 2,4 mil vezes nas redes sociais em apenas um dia mostra o governador de São Paulo, João Doria, caminhando ao lado de sua esposa, Bia Doria, diante do celular e usando uma máscara estampada com a bandeira chinesa. Mas a imagem viral é uma montagem: uma busca nas redes sociais de Doria leva a um vídeo publicado em seu Instagram no mesmo momento e é possível constatar que ele usava uma máscara preta.

http://u.afp.com/DoriaMascara

7 - FOTOS DE MULTIDÕES TIRADAS EM ATO PRÓ-TRUMP DE 14 DE NOVEMBRO

Imagens aéreas de multidões foram compartilhadas milhares de vezes nas redes sociais desde o último dia 14 de novembro acompanhadas da afirmação de que se tratava da marcha a favor do presidente, Donald Trump, em Washington D.C. no mesmo dia. Contudo, apenas uma fotografia era verdadeira. As outras retratavam a Marcha das Mulheres em 2017, a comemoração da vitória do time de basquete Cleveland Cavaliers em 2016 e um protesto em Londres em 2018.

http://u.afp.com/MarchaTrump

http://u.afp.com/AtoTrump

8 - CÉDULAS DE VOTAÇÃO DESCARTADAS NOS EUA

Uma gravação que mostra policiais recolhendo grandes sacolas foi compartilhada mais de 22 mil vezes nas redes sociais desde o último dia 7 de novembro junto com a afirmação de que seriam cédulas de votação das presidenciais norte-americanas de 3 de novembro. Mas isto é falso: os pacotes encontrados são pedidos extraviados da Amazon, não cédulas para votação, de acordo com informações da empresa e da polícia.

http://u.afp.com/PacotesEUA

cb/