PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Atividade econômica perde força nos EUA e cai otimismo das empresas (Fed)

02/12/2020 17h41

Washington, 2 dez 2020 (AFP) - Mais regiões dos Estados Unidos registram um declínio da atividade econômica, em plena expansão dos casos do novo coronavírus, e os comércios são menos otimistas sobre suas perspectivas, segundo o "Livro Bege" do Federal Reserve (Fed, banco central americano), divulgado nesta quarta-feira (2).

A pesquisa da Fed sobre as condições econômicas no país mostra que quatro das 12 regiões do país tiveram crescimento fraco ou nulo, enquanto outras quatro viram sua atividade diminuir no mês passado.

Cinco regiões ainda não recuperaram o nível de atividade antes da pandemia.

O emprego cresceu em todo o país e as empresas destacam que têm dificuldades para conseguir trabalhadores, em um contexto em que novas medidas de confinamento agravaram os problemas de oferta de mão-de-obra e absenteísmo.

"O cuidado das crianças por escolarização virtual é frequentemente citado como um problema importante e crescente" pelos trabalhadores, "em particular pelas mulheres, o que leva muitas empresas a ampliarem sua oferta de horários flexíveis", destacou o estudo.

Embora as empresas tenham uma perspectiva otimista na maioria das regiões consultadas, "o otimismo minguou" em meio a "preocupações com a recente onda" do novo coronavírus, restrições atuais e potenciais para combater a covid-19, e a expiração iminente de benefícios aos desempregados e moratórias aos despejos, informou esta pesquisa que o Fed realiza a cada seis semanas.

Dt/lo/etr/mr/gma/mvv