PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Mais de 200.000 patos são sacrificados na França por surto de gripe aviária

05/01/2021 14h20

Paris, 5 Jan 2021 (AFP) - A França sacrificou mais de 200.000 patos em fazendas em todo país para conter um surto de gripe aviária e planeja abater mais 400.000 - informou o Ministério da Agricultura nesta terça-feira (5).

Mais de 100.000 patos foram sacrificados dentro de fontes identificadas de contaminação e 104.000 de forma preventiva em fazendas próximas, disse à AFP o chefe dos serviços veterinários do ministério, Loïc Evain.

"Ainda há cerca de 400.000 para serem sacrificados de forma preventiva", acrescentou.

Até 1º de janeiro, haviam sido identificados na França 61 focos de gripe aviária, incluindo 48 na região de Landes, no sudoeste, onde há um grande número de criadouros de gansos e patos usados para a produção de foie gras.

As autoridades decidiram sacrificar preventivamente todas as aves de criadouro dentro de um raio de um quilômetro, a partir de um surto identificado.

"Estamos ante um episódio excepcional, com um vírus altamente contagioso", que "afeta as criações ao ar livre, mas não só", frisou.

"Se a propagação do vírus continuar, medidas ainda mais drásticas terão de ser tomadas", alertou.

Em nota divulgada nesta terça-feira, a Confederação Geral da Avicultura (CFA), filiada ao poderoso sindicato agrícola FNSEA, considerou "urgente que o Estado reforce seus meios de ação no terreno, em colaboração com a indústria, para agir o mais próximo e mais rápido possível" para conter o vírus H5N8.

Já os sindicatos agrícolas Confédération Paysanne e Modef denunciaram o abate preventivo de animais saudáveis, considerando-o "tão ineficaz, do ponto de vista sanitário, quanto moralmente inaceitável".

myl/meb/age/tt