PUBLICIDADE
IPCA
+0,25 Jan.2021
Topo

França desiste de ampliação de aeroporto

11/02/2021 07h48

Paris, 11 Fev 2021 (AFP) - O governo francês decidiu abandonar um polêmico projeto de ampliação do maior aeroporto do país, o Roissy-Charles-de-Gaulle, em Paris, anunciou nesta quinta-feira (11) a ministra da Transição Ecológica, citando o combate ao aquecimento global como motivo.

O Executivo pediu à operadora aeroportuária ADP, que detém uma participação maioritária, que abandonasse o atual projeto "e apresentasse um novo, mais consistente com os seus objetivos em termos de mudanças climáticas e proteção do ambiente", disse Barbara Pompili ao jornal Le Monde.

A decisão foi tomada uma semana depois que um tribunal declarou o Estado responsável por não agir para conter as mudanças climáticas, algo sem precedentes na França.

O plano previa a construção de um quarto terminal até 2037 para aumentar a capacidade do aeroporto em 40 milhões de passageiros por ano.

Pompili chamou o projeto de "obsoleto" porque não corresponde mais à política ambiental do governo ou às necessidades de "um setor em plena transformação".

O projeto, com custo estimado entre 7 e 9 bilhões de euros (entre 7,5 e 10,9 bilhões de dólares), já encontrava resistência de ativistas ambientais e políticos locais, bem como da agência nacional de meio ambiente.

Segundo Le Monde, o governo não quer que o próximo projeto se concentre na expansão da capacidade do aeroporto.

"Vamos continuar precisando de aviões, mas devemos avançar para um uso mais razoável do transporte aéreo e conseguir uma redução nas emissões de gases de efeito estufa do setor", disse Pompili.

q/meb/pc/mr

AEROPORTS DE PARIS