PUBLICIDADE
IPCA
+0,93 Mar.2021
Topo

As principais verificações da AFP nesta semana

12/03/2021 10h22

Rio de Janeiro, 12 Mar 2021 (AFP) - Veja a seguir a seleção das principais verificações da AFP nesta semana:

1 - LULA E A DECISÃO DE FACHIN

Após o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Edson Fachin ter decidido, no último dia 8 de março, anular todas as condenações do ex-presidente Lula relacionadas à Operação Lava Jato, viralizaram nas redes sociais múltiplas publicações que garantem que o petista foi "inocentado". Isso não é verdade. As decisões da 13ª Vara Federal de Curitiba foram canceladas porque Fachin considerou que o órgão não tinha competência para julgar os casos, não porque o ministro decidiu que Lula era inocente. Agora, as ações serão avaliadas por uma nova vara, essa sim, com o poder de absolver ou condenar Lula.

http://u.afp.com/LulaInocente

2 - Ex-PRESIDENTE BÊBADO?

Circula nas redes sociais um vídeo que mostra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falando, supostamente sob efeito de bebida alcoólica, que está livre para ajudar a libertar o Brasil. As publicações, visualizadas mais de 32 mil vezes desde 9 de março, sugerem que a mensagem foi publicada no Instagram do petista após a decisão do ministro do STF Edson Fachin de anular suas condenações no âmbito da Operação Lava Jato. No entanto, a gravação teve sua velocidade reduzida para dar a impressão de fala embriagada. Além disso, o vídeo foi postado originalmente em novembro de 2019, quando Lula deixou a prisão em Curitiba.

http://u.afp.com/LulaBebado

3 - REAÇÃO DE DETENTOS

Uma sequência que mostra detentos supostamente cantando um jingle do ex-presidente Lula foi visualizada mais de 152 mil vezes nas redes sociais em algumas horas. As publicações afirmam que se trata da comemoração de presos após o ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin decidir, no último dia 8 de março, anular as decisões da 13ª Vara Federal de Curitiba em ações contra o ex-governante. Mas este vídeo é de julho de 2016 e no áudio original não há qualquer menção a Lula.

http://u.afp.com/VideoPresos

4 - "PIADA PRO RESTO DO MUNDO"

"Confirmé: Le Suprême Brésilienne c'est une merde", diz uma suposta manchete da revista francesa Charlie Hebdo segundo publicações compartilhadas milhares de vezes em redes sociais desde dezembro de 2015. A imagem, uma charge do ex-presidente Lula apertando as nádegas da figura feminina que representa a Justiça, voltou a circular em fevereiro de 2021. Trata-se, no entanto, de uma montagem. O cabeçalho com o nome da revista foi retirado de uma edição de 2012, ilustrada com uma caricatura de Maomé. Já o desenho de Lula é uma manipulação de uma charge do ex-presidente peruano Alan García.

http://u.afp.com/STFCharlie

5 - VACINAS E MORTES

Circula nas redes sociais um vídeo em que a ex-jogadora de vôlei e atual comentarista Ana Paula Henkel afirmou que 501 pessoas morreram nos Estados Unidos após serem vacinadas contra a covid-19. Mas essa informação, compartilhada pelo menos 4.100 vezes em redes sociais desde o último dia 1 de março, foi distorcida, pois não há qualquer comprovação de que as vacinas sejam a causa desses óbitos.

http://u.afp.com/501Mortes

6 - GASOLINA E SALÁRIO MÍNIMO

Uma tabela que lista o salário mínimo, o preço médio da gasolina e, proporcionalmente, quantos litros era possível comprar com essa renda ao longo dos anos foi compartilhada mais de 13,8 mil vezes nas redes sociais desde o último dia 24 de fevereiro. Mas alguns valores referentes ao preço da gasolina estão incorretos, modificando a proporção de combustível que era possível comprar a cada ano.

http://u.afp.com/GasolinaSalario

7 - AGRESSÃO DE GOVERNADOR

Um vídeo que supostamente mostra o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), sendo agredido após decretar novas medidas restritivas para conter a propagação da covid-19 no estado foi visualizado mais de 105 mil vezes em redes sociais desde o início de março. Dino não tem relação, contudo, com a gravação viralizada. A sequência mostra, na verdade, uma briga entre um ex-vereador e um atual vereador maranhenses devido ao não comparecimento a sessões da Câmara do município de Timon, que ocorreu no último dia 1º de março.

http://u.afp.com/DinoAgressao

mcp/