PUBLICIDADE
IPCA
+0,83 Mai.2021
Topo

Presidente e cofundador do grupo ByteDance (TikTok) vai deixar o cargo

20/05/2021 06h01

Pequim, 20 Mai 2021 (AFP) - O presidente e cofundador do grupo chinês ByteDance, proprietário do aplicativo TikTok, anunciou nesta quinta-feira (20) que vai deixar o cargo, em um momento de crescente controle de Pequim sobre as empresas de tecnologia.

Com uma fortuna avaliada em 36 bilhões de dólares, Zhang Yiming era a nona pessoa mais rica da China em 2020, segundo o ranking da revista Forbes.

Em um e-mail enviado aos funcionários, Zhang afirma que deseja dedicar-se à "estratégia de longo prazo" do grupo.

"Na realidade, não tenho as qualidades necessárias para um executivo ideal (...) não sou muito sociável, prefiro as atividades solitárias como a internet, ler, ouvir música e sonhar acordado sobre o que é possível", escreveu Zhang Yiming na mensagem incomum para um empresário chinês.

Zhang, nascido em 1983, passa o comando do grupo a Liang Rubo, também cofundador do Bytedance e até agora diretor de recursos humanos. Os dois sócios definiram um período de transição para os próximos seis meses.

A saída acontece no momento em que as autoridades chinesas exercem um controle cada vez maior sobre o setor de internet para limitar a influência das grandes empresas de tecnologia.

Em abril, a gigante do comércio eletrônico Alibaba foi multada em 2,8 bilhões de dólares, um valor recorde, por abuso de posição dominante.

O fundador da empresa, o carismático Jack Ma, praticamente desapareceu dos eventos públicos depois de criticar, em outubro, as autoridades nacionais de regulamentação financeira.

Doze empresas do setor digital, incluindo o grupo ByteDance, também foram multadas em março por desrespeito às regras de concorrência.

Em novembro do ano passado, a agência financeira Bloomberg informou que a Bytedance planejava abrir o capital na Bolsa de Hong Kong de algumas de suas atividades para arrecadar quase dois 2 bilhões de dólares.

Zhang Yiming foi um dos fundadores da ByteDance em 2012 em Pequim. A empresa é muito conhecida pelo TikTok, aplicativo muito popular entre os adolescentes de todo o mundo e que tem um bilhão de usuários.

O app é muito popular nos Estados Unidos, onde o governo do ex-presidente Donald Trump incluiu o grupo ByteDance em uma lista sob suspeita de ser uma ferramenta de espionagem chinesa.

A empresa negou as acusações.

Na Índia, o TikTok foi proibido em junho do ano passado em nome da segurança nacional.

O TikTok existe na China sob a forma de um aplicativo equivalente com o nome Douyin.

O grupo tem mais de 60.000 funcionários em 30 países e Zhang anunciou no ano passado a contratação de mais 40.000 pessoas.

zif/bar/uh/erl/zm/fp