PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

Reino Unido investiga avaliações falsas no Google e na Amazon

25/06/2021 12h12

Londres, 25 Jun 2021 (AFP) - A autoridade britânica de concorrência lançou nesta sexta-feira (25) uma investigação formal contra os gigantes digitais Google e Amazon para determinar se violaram as leis de proteção ao consumidor ao não agirem contra as avaliações falsas.

A Autoridade de Concorrência e Mercados (CMA) já conduziu uma investigação informal por mais de um ano que indicou que esses dois grupos americanos eram permissivos demais com essa prática fraudulenta.

"Avaliações de produtos falsas ou enganosas podem afetar as avaliações de uma empresa ou como ela aparece" para os consumidores nos motores de busca, defendeu a CMA.

"É importante que essas plataformas de tecnologia assumam a responsabilidade e que estejamos preparados para agir quando acreditarmos que não estão fazendo o suficiente", alertou.

O regulador também está investigando o Google por temer que as mudanças planejadas em seu navegador Chrome fortaleçam seu domínio sobre a publicidade online.

"Para ajudar a ganhar a confiança dos consumidores, dedicamos recursos significativos para evitar que avaliações falsas ou pagas apareçam em nossa loja online", reagiu a Amazon em um comunicado.

O gigante das vendas online afirmou estar cooperando com a CMA em suas investigações e observou que não havia acusações concretas de que sua plataforma violou a lei.

Por sua vez, o Google, contactado pela AFP, não respondeu.

Os gigantes da internet como Facebook, Amazon e Google também enfrentam várias investigações por abuso de posição dominante, especialmente nos Estados Unidos e na Europa.

ved-acc/jz/mr