PUBLICIDADE
IPCA
+0,53 Jun.2021
Topo

União inédita da mídia dinamarquesa para negociar com gigantes da internet

28/06/2021 15h58

Copenhaga, 28 Jun 2021 (AFP) - Os principais meios de comunicação dinamarqueses vão se reunir para negociar coletivamente seus direitos autorais com gigantes da internet, como Google e Facebook, anunciou nesta segunda-feira (28) um dos responsáveis pela iniciativa, sem precedentes na Europa.

Cerca de 30 grupos, incluindo as redes públicas de televisão DR e TV2 e a agência de notícias Ritzau, fundaram uma organização que será lançada oficialmente na sexta-feira, disse à AFP Stig Ørskov, CEO da JP-Politikens Hus, o grupo principal de mídia impressa dinamarquesa.

A organização representará todos os meios de comunicação para negociar e cobrar coletivamente o montante dos direitos, incluindo os novos direitos conexos, reconhecidos por uma diretriz europeia.

"Funcionará como um coletivo de direitos autorais em nossas discussões com grandes empresas de tecnologia como Google e Facebook", disse Ørskov.

"Nosso principal pedido é que os gigantes da tecnologia paguem uma parte justa pelo conteúdo de informação criado pela mídia dinamarquesa que eles usam e lucram", argumentou.

Na União Europeia (UE), uma diretriz de 2019 sobre direitos autorais estabeleceu um "direito conexo" em benefício de editores e agências de notícias ao remunerar o uso de seu conteúdo online.

Essa diretriz já foi traduzida em um emblemático acordo do Google com a imprensa francesa em 2020, mas os pagamentos permanecem bilaterais e o acordo não cobre todos os meios de comunicação.

A abordagem, pioneira na Europa, coincide com a preparação de duas diretrizes em Bruxelas, denominadas DSA e DSM, para reforçar a regulamentação das plataformas digitais.

Segundo Stig Ørskov, as discussões podem começar "bem rápido" e "já existem contatos informais com o Google".

A este respeito, o Google disse à AFP que "respeita" a estratégia da mídia dinamarquesa.

"Já propusemos que eles comecem a conversar com eles, com o objetivo de chegar a acordos justos e razoáveis", disse o grupo.

cbw-lby/map/jvb/eg/jc/mvv

FACEBOOK

GOOGLE