PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Bolsa cai 6% e dólar atinge recorde no Peru sem ministro da Fazenda

30/07/2021 17h52

Lima, 30 Jul 2021 (AFP) - A Bolsa de Lima caiu mais de 6% nesta sexta-feira (30) e o dólar ultrapassou os quatro soles pela primeira vez, depois que o novo presidente Pedro Castillo nomeou seu gabinete sem ocupar o cargo de ministro da Fazenda.

O Índice Geral S&P/BVL Peru, o mais representativo da Bolsa de Valores de Lima, caiu 6,24% por volta do meio-dia e o dólar estava sendo negociado a 4,06 soles (o equivalente a 5,35 reais), após fechar a 3,92 soles na terça-feira, antes de dois feriados por festividades nacionais.

O novo presidente de esquerda empossou na quinta-feira seu chefe de gabinete, o parlamentar governista Guido Bellido, e outros 16 ministros, mas ficaram vagas as pastas da Fazenda e Economia e da Justiça.

De acordo com a mídia peruana, o Ministério Público investigou Bellido por suposta "apologia ao terrorismo", por declarações em uma entrevista em abril, antes de assumir sua cadeira no Congresso, que lhe concede imunidade.

"A alta do dólar ratifica o que aconteceu ontem no Peru: a nomeação surpresa de um chefe de gabinete questionado e o anúncio surpresa de que não seria nomeado ministro da Fazenda", disse à AFP o economista independente Jorge González Izquierdo.

"Não há ministro da Fazenda, um jogo terrível para o governo, mas especialmente para o Peru", disse o analista político Hugo Otero à AFP.

-"Afastado" -Não se confirmou a expectativa de que seria nomeado para a Fazenda o economista Pedro Francke, que atuou antes e depois da eleição de 6 de junho como principal assessor financeiro de Castillo.

"Francke foi afastado do gabinete por causa de Bellido", reportou o jornal La República.

A nomeação de Bellido, de origem rural como Castillo, "é uma mensagem que polariza", reagiu o parlamentar de extrema direita Alejandro Cavero, em declarações à rádio RPP de Lima.

O preço do dólar vem subindo no Peru devido à incerteza política desde os dias anteriores ao primeiro turno das eleições em 11 de abril, quando Castillo despontou entre 18 candidatos presidenciais. No final de dezembro, o dólar era negociado a 3,62 soles.

- Voto de confiança -Bellido deve comparecer dentro de um mês ao Congresso - controlado pela oposição - para pedir um voto de confiança ao novo gabinete. Se for rejeitado, Castillo terá que nomear outro primeiro-ministro e reorganizar o gabinete.

"O que vai acontecer é que eles não vão dar um voto de confiança" ao gabinete, disse Otero. "Este gabinete não se sustenta."

Castillo, professor rural de 51 anos, iniciou seu mandato de cinco anos em meio às esperanças e também à preocupação de muitos peruanos que temem uma forte guinada para o socialismo após décadas de políticas liberais.

- "Construir uma nova relação" -O conflito entre o novo governo e o novo Congresso, segundo Otero, começou quando as bancadas de direita marginalizaram o partido governista Peru Livre da diretoria do Parlamento. Isso levou Castillo a nomear um esquerdista radical como chefe de gabinete.

"Se não for construída uma nova relação entre o Congresso e o Executivo, não vão se beneficiar rapidamente aqueles que devem se beneficiar, que são milhões (de peruanos) ameaçados pela fome", disse o analista.

cm/fj/mr/jc/mvv

PUBLICIDADE