PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Imprensa pró-governo sérvia acusa Twitter de agir como Hitler

19/08/2021 12h42

Belgrado, 19 Ago 2021 (AFP) - A decisão do Twitter de classificar as contas de quase todos os veículos de comunicação sérvios como "cooperando com o Estado" provocou descontentamento entre os jornais próximos ao governo e um deles comparou a rede social com Adolf Hitler.

As contas do Twitter da maioria dos veículos, incluindo a televisão estatal (RTS), foram classificadas pela rede social como vinculadas ao governo sérvio nesta semana.

Segundo o Twitter, os veículos de comunicação próximos ao governo são meios "nos quais o Estado exerce controle sobre o conteúdo das notícias por meio de recursos econômicos, de pressão política direta ou indireta e de controle da produção e distribuição" da informação.

O Partido do Progresso (SNS) do presidente sérvio Aleksandar Vucic, no poder, enfrenta crescentes acusações pelo seu controle sobre a imprensa, o qual ele exerce reprimindo as vozes críticas e cedendo o controle dos veículos para pessoas próximas a ele.

Vucic classificou a ação do Twitter como um "elogio" aos veículos envolvidos, acrescentando que é "normal" que eles cooperem com o Estado.

"Agora nós vemos quem são os verdadeiros censores. Não posso esperar para vê-los censurar minha conta (do Twitter) para me transformarem em um novo (Donald) Trump", declarou Vucic.

A televisão estatal sérvia (RTS) classificou a decisão do Twitter como "política" e disse que, em forma de protesto, vai parar de publicar seus conteúdos na rede social.

O tablóide pró-governo Informer publicou em sua primeira página uma foto de Adolf Hitler, descrevendo o Twitter como "uma máquina de propaganda de guerra".

O Parlamento europeu alertou recentemente sobre a "deterioração" da liberdade de imprensa na Sérvia e a ONG Repórteres Sem Fronteiras (RSF) afirmou que os jornalistas independentes sérvios estão sujeitos a ataques diários por parte dos veículos pró-governo.

mbs/mat/eb/msr/mb/aa

Twitter

PUBLICIDADE