PUBLICIDADE
IPCA
0,87 Ago.2021
Topo

Israel alivia série de restrições na Faixa de Gaza

01/09/2021 06h17

Jerusalém, 1 Set 2021 (AFP) - Israel reabriu nesta quarta-feira (1) pela primeira vez desde a guerra com o Hamas na Faixa de Gaza o ponto de passagem de mercadorias de Kerem Shalom e ampliou a zona de pesca no território palestino, governado pelo movimento islamita, anunciaram as autoridades israelenses.

Israel fechou Kerem Shalom, único acesso a partir de seu território para as mercadorias com destino à Faixa de Gaza, durante a guerra de 11 dias que travou com o Hamas em maio, e depois reabriu o local de maneira progressiva.

O mesmo aconteceu com a zona de pesca do território palestino de dois milhões de habitantes que vive sob bloqueio israelense desde 2007.

Mas nesta quarta-feira, o COGAT, organismo militar israelense responsável pelas operações civis nos territórios palestinos, anunciou que após uma avaliação da situação de segurança "decidiu ampliar a 15 milhas náuticas a zona de pesca da Faixa de Gaza e abrir por completou o ponto de passagem de Kerem Shalom".

Israel vai aumentar o fornecimento de água para Gaza e aumentará de 2.000 a 7.000 o número de comerciantes do território que podem passar pela passagem de Erez, entre Gaza e Israel, pela qual devem sair, depois da obtenção de uma permissão israelense,, os palestinos que desejam seguir para Cisjordânia e Jerusalém Oriental, acrescentou o COGAT.

Estas medidas estão "condicionadas" à manutenção da segurança no território, destacou o organismo.

O anúncio acontece dois dias após a morte de um militar israelense, ferido em confrontos entre manifestantes palestinos e forças do Estado hebreu na fronteira do território, e de uma reunião entre o presidente palestino Mahmud Abbas e o ministro israelense da Defesa, Benny Gantz, a primeira entre representantes deste nível em vários anos para discutir questões de segurança e economia.

O encontro em Ramallah, na Cisjordânia, ocupada por Israel, aconteceu depois da reunião em Washington entre o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett e o presidente americano Joe Biden, assim como de um acordo entre Israel e Catar sobre um novo sistema de distribuição da ajuda catari na Faixa de Gaza, que representa dezenas de milhões de dólares por mês.

A ajuda mensal estava bloqueada desde maio por Israel, que acusou o Hamas de desviar os recursos com fins militares, o que o movimento islamita nega.

Segundo o novo acordo, a distribuição de ajuda do Catar em Gaza acontecerá a partir de agora com a mediação da ONU.

gl/all/mar/bl/fp

PUBLICIDADE